Escolha as suas informações

Delegação de 50 organizações representa Luxemburgo na Web Summit
Portugal 2 min. 05.11.2019

Delegação de 50 organizações representa Luxemburgo na Web Summit

Delegação de 50 organizações representa Luxemburgo na Web Summit

AFP
Portugal 2 min. 05.11.2019

Delegação de 50 organizações representa Luxemburgo na Web Summit

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Grão-ducado está com uma grande comitiva naquele que é o maior evento tecnológico do mundo, a decorrer em Lisboa.

O Luxemburgo faz-se representar na edição deste ano da Web Summit por uma delegação que representa 50 organizações do país.  

O evento é o maior do mundo na área da tecnologia e empreendedorismo, começou esta segunda-feira, 4 de novembro, em Lisboa, terminando apenas na próxima quinta-feira, dia 7 com a presença em palco do Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, como já é tradição. O primeiro-ministro, António Costa, o autarca de Lisboa, Fernando Medina e outros políticos também irão passar pela Web Summit.

São esperados 1200 oradores e cerca de 70 mil visitantes, onde se inclui uma delegação luxemburguesa, que integra, entre outros, o ministro da Economia, Étienne Schneider, representantes da Câmara do Comércio, a agência nacional de inovação, Luxinnovation, empresas como a Deloitte, KPMG, Foyer, Baloise, CFL ou o grupo Post, e a Universidade do Luxemburgo e o seu centro interdisciplinar, SnT.

Além das conferências, workshops e outras atividades que a Web Summit acolhe, haverá para os representantes do Grão-Ducado, esta terça-feira, ao final do dia, uma receção de networking organizada pela Embaixada do Luxemburgo em Portugal, a Câmara do Comércio do Luxemburgo e a Enterprise Europe Network, em colaboração com a Luxinnovation, a House of Startups e o Open Innovation Club.

Do Brexit às privacidade de dados: os temas em debate

O Brexit, as alterações climáticas, a inteligência artificial ou a privacidade de dados e liberdade individual na era digital são alguns dos temas em discussão ao longo desta quarta edição da Web Summit, que arrancou segunda-feira, ao final da tarde, com conferência oficial de abertura, a cargo do seu fundador, Paddy Cosgrave.

AFP

O primeiro dia ficou marcado pelas intervenções de Edward Snowden, o ex-analista informático que denunciou o caso de vigilância internacional por parte da agência norte-americana NSA, através de videoconferência a partir da Rússia, onde se encontra exilado, e do CEO da gigante chinesa das telecomunicações Huawei, Guo Ping.

Margrethe Vestager, Comissária Europeia da Concorrência, Michel Barnier, negociador chefe do Brexit por parte da União Europeia e Tony Blair, ex-primeiro-ministro do Reino Unido são outros dos oradores convidados da feira, por onde vão passar ainda nomes do desporto, como Eric Cantona, Juan Mata e Ronaldinho ou atores como Ian Somerhalder ou Jaden Smith, filho de Will Smith, além de representantes das maiores empresas tecnológicas com mundo, como a Google.   

Ana Tomás