Escolha as suas informações

Operação Marquês. Armando Vara condenado a dois anos de prisão
Portugal 13.07.2021
Crime Económico

Operação Marquês. Armando Vara condenado a dois anos de prisão

Crime Económico

Operação Marquês. Armando Vara condenado a dois anos de prisão

Lusa
Portugal 13.07.2021
Crime Económico

Operação Marquês. Armando Vara condenado a dois anos de prisão

Redação
Redação
O antigo ministro e ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos Armando Vara foi hoje condenado a uma pena efetiva de dois anos de prisão pelo crime de branqueamento de capitais.

O advogado de Armando Vara afirmou hoje que a defesa do antigo ministro socialista e ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos vai ponderar recorrer da decisão que o condena a uma pena efetiva de dois anos de prisão.

À saída do Tribunal Criminal de Lisboa, Tiago Bastos admitiu a decisão de seguir para recurso, considerando que a pena atribuída pelo coletivo de juízes foi “injusta” e “moral”.

“Acho que é uma decisão injusta. Fundamentalmente, é uma decisão que, do meu ponto de vista, não respeita o direito, cheia de moralismos e moralidades e o direito não é isso”, disse o advogado, acrescentando que, por isso, irá ponderar o recurso da decisão.

Este julgamento foi o primeiro da Operação Marquês a começar e é também o primeiro a ficar concluído ao fim de três sessões. “O Tribunal deu como provado quase todos os factos [da acusação do Ministério Público]“, afirmou o juiz Rui Coelho.  

O arguido exerceu as mais altas funções públicas, contribuiu para a condução dos destinos no pais e tinha rendimentos declarados acima da média. Tinha o dever moral de agir de uma forma diferente de como o fez“, disse o juiz, cita o Observador.   

Vara não assistiu à leitura do acórdão porque encontra-se a cumprir cinco anos de prisão, uma vez que foi condenado no processo Face Oculta.  

Com Lusa



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas