Escolha as suas informações

Crime de ódio? PJ investiga aparecimento de corpo de brasileira de 31 anos encontrado na praia de Matosinhos
Portugal 12.01.2021

Crime de ódio? PJ investiga aparecimento de corpo de brasileira de 31 anos encontrado na praia de Matosinhos

Crime de ódio? PJ investiga aparecimento de corpo de brasileira de 31 anos encontrado na praia de Matosinhos

Portugal 12.01.2021

Crime de ódio? PJ investiga aparecimento de corpo de brasileira de 31 anos encontrado na praia de Matosinhos

Ana B. Carvalho
Ana B. Carvalho
Angelita, de 31 anos, brasileira, transexual, desapareceu no segundo dia do ano, no Porto. Corpo foi encontrado esta segunda-feira em Matosinhos.

A Polícia Judiciária está a investigar o aparecimento do corpo de uma mulher de cidadania brasileira de 31 anos na praia de Matosinhos, no distrito do Porto, indicou hoje à Lusa o capitão do Porto de Leixões.

De acordo com a imprensa brasileira, a vítima era transexual e há suspeitas de crime de ódio, uma vez que a sua irmã admitiu que a mulher estava a sofrer ameaças nas redes sociais.

Angelita, de 31 anos, brasileira, transexual, desapareceu no segundo dia do ano, no Porto. Morava em Portugal desde 2016, era natural de Goiânia e trabalhava como personal trainer e instrutora de dança, adiantou a imprensa brasileira. 

Segundo o Jornal de Notícias, num artigo publicado a seis de janeiro, os seus pertences foram depois encontrados no areal de Matosinhos. A Polícia Marítima fez buscas e o caso chegou ao Ministério Público.


Portugal. Mais de 100 cidadãos recusam diariamente fazer teste à chegada
Portugal regista um aumento dos casos de covid-19 importados de outros países e um número muito significativo de pessoas que recusam todos os dias fazer teste à chegada ao aeroporto de Lisboa.

"É tudo muito misterioso, mas alguém quis fazer mal à nossa Angelita. Acreditamos, eu e a família dela, que pode ter sido sequestrada", disse na altura ao JN Jorge, cidadão português casado desde 2019 com a mulher brasileira.

Segundo a Polícia Judiciária, o alerta foi dado na segunda-feira à tarde, depois de um surfista ter visto um corpo a boiar."Coube aos elementos da estação de Salva Vidas de Leixões retirá-lo e entregá-lo à PJ, que está a investigar”, descreveu Rui Santos Amaral citado pela Lusa.

A ocorrência foi registada cerca das 16:30 na praia do Titan, em Matosinhos.

De acordo com a mesma fonte, “de imediato foi estabelecida a relação com a situação de uma cidadã brasileira que se encontra desaparecida desde o início do ano”, citou a agência Lusa.

“Corresponde na idade [31 anos] e na nacionalidade [brasileira] a um caso que a PJ está a investigar”, acrescentou o capitão do Porto de Leixões.

A agência Lusa contactou a PJ, que remeteu esclarecimentos para mais tarde.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.