Escolha as suas informações

Covid-19. Um detido e 795 pessoas impedidas de entrar em Portugal
Portugal 2 min. 25.03.2020

Covid-19. Um detido e 795 pessoas impedidas de entrar em Portugal

Covid-19. Um detido e 795 pessoas impedidas de entrar em Portugal

Foto: DR
Portugal 2 min. 25.03.2020

Covid-19. Um detido e 795 pessoas impedidas de entrar em Portugal

Os dados foram avançados hoje pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

A pandemia de Covid-19 levou a que Portugal repusesse o controlo temporário das fronteiras terrestres no dia 16 de março às 23h e, desde então, uma pessoa foi detida e 795 foram impedidas de entrar em Portugal, avançou hoje à Lusa o  Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). A intenção deste controlo é vedar as deslocações de cidadãos em turismo ou lazer entre Portugal e Espanha.

Desde que as fronteiras passaram a ser controladas, às 23 horas do dia 16 de março, até às 23 horas desta terça-feira, dia 24 de março, o SEF registou o controlo de 69.695 cidadãos, 795 dos quais não foram autorizados a entrar em Portugal e um deles foi detido.

Segundo os dados adiantados pela agência Lusa, os pontos de passagem autorizados com maior número de tentativas de trânsito foram Valença, no distrito de Viana do Castelo, com 30.906 pessoas controladas, seguindo-se  Vila Verde da Raia, em Chaves, com 11.298 pessoas e Vilar Formoso, na Guarda, onde se controlaram 9.058 passagens. 

"O SEF frisa que a maior parte das recusas de entrada no país verificaram-se em Valença (269), Caia (182), Castro Marim (146) e Vilar Formoso (81), tendo sido feita a detenção em Vila Verde da Raia", escreveu a agência Lusa.

Desde que o controlo de fronteiras foi iniciado, está vedada a circulação rodoviária nas fronteiras terrestres, com exceção do transporte internacional de mercadorias, do transporte de trabalhadores transfronteiriços e da circulação de veículos de emergência e socorro e de serviço de urgência.

Em Portugal, até esta quarta-feira houve o registo de 43 mortes, mais 10 do que na véspera, e 2.995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, cabendo as forças e serviços de segurança fiscalizar as medidas em vigor.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas