Escolha as suas informações

Covid-19. Quase 200 novas infeções em lares de idosos em Portugal
Portugal 2 min. 23.06.2020

Covid-19. Quase 200 novas infeções em lares de idosos em Portugal

Covid-19. Quase 200 novas infeções em lares de idosos em Portugal

LUSA
Portugal 2 min. 23.06.2020

Covid-19. Quase 200 novas infeções em lares de idosos em Portugal

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
O que se temia está a acontecer. Surtos do vírus estão a reaparecer em lares, infetando a população mais vulnerável. Há duas mortes de idosos. Visitas voltam a ser canceladas.

O novo coronavírus voltou aos lares de idosos em Portugal. Sem pedir licença, entrou e começou de novo a infetar a população mais vulnerável e fragilizada de várias regiões do país. Os números já começam a ser preocupantes e os lares voltaram “a dar um passo atrás” para conter a propagação da covid-19 nas suas instalações.

Duas mortes de idosos de Lar de Alcobaça

No Lar de idosos de Aljubarrota, Alcobaça, um surto de infeção surgiu inesperadamente infetando 29 utentes e 11 funcionários. Dois dos idosos internados não resistiram à infeção e faleceram. Há mais uma pessoa em estado grave, devido a problemas de saúde anteriores, entre as outras cinco que estão hospitalizadas. Fora do lar encontram-se também quatro pessoas infetadas com ligação a este surto, pois são familiares de funcionários desta instituição de Aljubarrota.

60 utentes em Odivelas

Em direção ao centro do país, no Lar de Caneças, em Odivelas, estão 87 pessoas infetadas, até agora: 60 utentes e 27 profissionais de saúde.

Do total de infetados, 60 são utentes e 27 são funcionários. Os idosos infetados foram separados dos restantes utentes para “não dar continuidade ao contágio”, como explicou Graça de Freitas, a Diretora-Geral da Saúde, e os trabalhadores estão em isolamento em casa. Este surto torna-se mais preocupante porque Odivelas é um dos cinco conselhos do país com maior taxa da infeções.

 Évora: 47 transmissões

Na Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), em Reguengos de Monsaraz, Alentejo, até hoje, os testes deram positivo para 46 utentes e 17 trabalhadores. Três idosas estão internadas no Hospital de Évora.


Idosos "continuam a ser grupo de risco e têm de aprender a viver com o vírus"
"As pessoas de idade continuam a ser um grupo de risco, mas agora é preciso aprender a viver com o vírus". A declaração é da ministra da Família, Corinne Cahen, registada aos microfones da RTL.

Mas o novo coronavírus já infetou pessoas fora dos lares nesta cidade, num total de oito habitantes todos da mesma família. As autoridades de saúde estão a realizar testes de despistagem em maior número possível para prevenir o aparecimento de um surto.

 Surto fechou escolas e ATL

De imediato, a autarquia decidiu “dar um passo atrás” e suspender de novo “as visitas dos familiares aos lares”, não só neste lar, mas na "maioria das instituições dos concelhos circundantes desta cidade do distrito de Évora, explicou José Calisto, presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz à Lusa.

Por causa deste surto que eclodiu neste lar as escolas, as creches e os ATL da cidade voltaram a fecharam já as suas portas no fim-de-semana, “por precaução”. Como lembrou o autarca só faltavam três dias para acabar o ano letivo.

Portugal: 40% das mortes em idosos

Em Portugal, cerca de 40% das mortes por coronavírus tiveram lugar em lares ou residências para idosos, esta é a conclusão de um estudo do Instituto Superior de Saúde de Itália, que avaliou a percentagem de mortes nesses locais nos vários países da Europa. O nosso país surge em penúltimo lugar, estando o Reino Unido em último, segundo o Diário Digital, que cita o relatório.


Portugal. Lar com 32 idosos infetados acusado de "negligência" pelos familiares
Um centro de idosos em Queluz manteve os utentes incontactáveis uma semana. Um dos doentes foi ontem hospitalizado e inspira preocupação. O seu filho e 10 famílias querem processar o lar e amanhã realizam uma vigília.

Espanha é o país com mais óbitos entre esta população mais fragilizada e residente em lares: 72% das mortes pela infeção da SARS Cov-2 registaram-se nestes idosos, tendo falecido 19.500 pessoas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas