Escolha as suas informações

Covid 19. Praias cheias na Linha de Cascais. Distanciamento foi esquecido.
Portugal 6 2 min. 23.05.2020

Covid 19. Praias cheias na Linha de Cascais. Distanciamento foi esquecido.

Covid 19. Praias cheias na Linha de Cascais. Distanciamento foi esquecido.

LUSA
Portugal 6 2 min. 23.05.2020

Covid 19. Praias cheias na Linha de Cascais. Distanciamento foi esquecido.

Lusa
Lusa
Este sábado, com 30 graus de calor e maré cheia os banhistas encheram as praias. Já na Póvoa do Varzim houve mais espaço. Veja as imagens.

Nem no mar, nem no areal: o distanciamento recomendado aos banhistas nas praias da Linha de Cascais está longe de ser cumprido em alturas de maré-cheia, pois o espaço para estender a toalha e guardar as distâncias fica ainda mais difícil.

Com temperaturas a rondar os 30 graus, tanto na praia de São Pedro do Estoril, como na vizinha das Avencas, a afluência de banhistas superava aquilo que poderia ser o desejável tendo em conta as recomendações do Governo no acesso às praias em tempo de pandemia.

A distância física entre os utentes deve ser de 1,5 metros e entre chapéus de sol, toldos ou colmos de três metros, mas não foi o cenário a que a reportagem da agência Lusa assistiu ao início da tarde de hoje, durante a maré-cheia o areal transforma as praias que ficam ainda mais pequenas.

Apesar de o Governo ter marcado a abertura do período balnear para 06 de junho, pode ir-se à praia, após a resolução do Conselho de Ministros que prorroga a declaração da situação de calamidade, no âmbito da pandemia da doença covid-19, datada de dia 17 de maio.

Este sábado, o areal estava repleto e podiam ver-se famílias a passear à beira mar, banhistas a partilhar uma garrafa de cerveja, grupos de amigos a que se iam juntado outros que chegavam à praia e até cães a brincar no parco areal.

Alguns ainda tentavam o distanciamento, mas tendo em conta o espaço disponível ficava difícil o panorama não ser de ficar quase em cima da toalha vizinha.

Praia diferente na Póvoa do Varzim

As praias da Póvoa de Varzim, distrito do Porto, estão a registar um aumento de frequência gradual, mas ainda nem todos os banhistas, sobretudo os mais jovens, estão adaptados às regras de distanciamento social.

Hoje, apesar do tradicional vento norte retirar alguma da agradabilidade de um dia de praia, a agência Lusa verificou que vários grupos de pessoas usufruíam dos areais, mas também das esplanadas dos bares e dos passeios da marginal da cidade, numa frequência que os habitantes e comerciantes locais consideram que está a aumentar.

  Na generalidade, as medidas impostas têm sido seguidas pela população, mas há quem note que ainda subsiste algum receio na retoma das atividades tradicionais do verão na Póvoa de Varzim.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.