Escolha as suas informações

Covid-19. Norte ultrapassa Lisboa em casos de infeção. Não sucedia há 3 meses
Portugal 16.08.2020

Covid-19. Norte ultrapassa Lisboa em casos de infeção. Não sucedia há 3 meses

Covid-19. Norte ultrapassa Lisboa em casos de infeção. Não sucedia há 3 meses

Portugal 16.08.2020

Covid-19. Norte ultrapassa Lisboa em casos de infeção. Não sucedia há 3 meses

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Portugal regista este domingo mais três mortes e mais 121 casos confirmados de covid-19 em relação a sábado. Desde 11 de agosto que não se verificava um número tão baixo de novas infeções diárias.

Portugal regista hoje mais três mortes e mais 121 casos confirmados de covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), hoje divulgado.

As últimas 24 horas apresentaram duas mudanças na tendência da epidemia:  o Norte ultrapassou Lisboa no número de novos casos de infeção, o que não acontecia desde há três meses e o número de infeções, 121 casos é o mais baixo desde 11 de agosto, noticia o jornal Público.

Mais cinco hospitalizações

Este domingo encontram-se mais cinco pessoas hospitalizadas do que sábado, 325 doentes e mais duas nos cuidados intensivos, 39 pessoas

De acordo com o boletim da DGS sobre a situação epidemiológica, desde o início da pandemia até hoje registaram-se 54.102 casos de infeção confirmados e 1.778 mortes.


Covid-19. Infeção matou 25 pessoas numa semana em Portugal
Nas últimas 24 horas registaram-se mais três mortes e 198 casos de infeção. O país contabiliza agora 1.775 mortes e 53.981 casos de infeção desde o início da pandemia.

54 casos a norte e 43 em Lisboa

Lisboa e Vale do Tejo registou este domingo 43 novas infeções, 35,5% do total nacional de novos casos, face aos 54 novos casos a norte, que correspondem a 44,63%. A região norte conta com um total de infeções de 19 473 desde o início da pandemia e a região de Lisboa com 27 931 casos.

Dos três óbitos ocorridos, dois registaram-se em Lisboa e um no norte.

Atualmente estão em vigilância mais de 35 mil pessoas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas