Escolha as suas informações

Homem detido no aeroporto de Lisboa por apresentar teste falso à covid-19
Portugal 13.07.2021
Covid-19

Homem detido no aeroporto de Lisboa por apresentar teste falso à covid-19

Covid-19

Homem detido no aeroporto de Lisboa por apresentar teste falso à covid-19

Portugal 13.07.2021
Covid-19

Homem detido no aeroporto de Lisboa por apresentar teste falso à covid-19

Jovem acabou por confessar, "de forma livre", que tinha adquirido o teste PCR "a troco de dinheiro".

Um homem, de 31 anos, foi detido a 9 de julho no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, por suspeitas da prática de falsificação de documentos. Assim que a companhia aérea pediu ao passageiro o comprovativo de teste negativo à covid-19, este "apresentou um teste que motivou muitas dúvidas", explicou a PSP em comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. O jovem foi detido pelo Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP), através da Divisão de Segurança Aeroportuária.


576 passageiros apanhados com testes covid falsos no aeroporto de Bruxelas
Adeus viagem e 750 euros para não ir a tribunal. Foi o que pagou a mais de meia centena de passageiros que apresentou um teste PCR negativo falso para tentar viajar para o estrangeiro entre 19 abril e 11 de junho, no aeroporto de Bruxelas.

No seguimento, a PSP foi acionada e realizou as  diligências para apurar a autenticidade do documento. O laboratório onde o teste supostamente teria sido realizado afirmou que não havia correspondência, confirmando-se a falsificação.

Segundo o comunicado, o jovem acabou por confessar, "de forma livre", que tinha adquirido o teste PCR "a troco de dinheiro". O documento foi apreendido e o passageiro foi detido, tendo sido constituído arguido e "prestado termo de identidade e residência".

Não é o primeiro caso

Em março, um homem de 44 anos também havia sido detido pela PSP no Aeroporto de Lisboa, pelos mesmos motivos. O "indivíduo preparava-se para embarcar no voo quando foi detetado na sua posse um comprovativo falsificado de um teste à covid-19", comunicou na altura a PSP. 

As autoridades contactaram o laboratório que constava no comprovativo e esclareceram que se trataria de um teste falso. Mais tarde viriam a descobrir que o suspeito tinha adquirido “o documento através do pagamento de cerca de 60 euros a um indivíduo na internet”, informou a PSP, no mesmo comunicado. O homem foi impedido de viajar, tendo sido presente ao Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, podendo ficar sujeito a termo de identidade e residência.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.