Escolha as suas informações

Covid-19. Há 60 infetados devido à festa ilegal em Lagos
Portugal 2 min. 18.06.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Há 60 infetados devido à festa ilegal em Lagos

Covid-19. Há 60 infetados devido à festa ilegal em Lagos

Portugal 2 min. 18.06.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Há 60 infetados devido à festa ilegal em Lagos

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Os lares de idosos do Algarve já proibiram visitas, há doentes noutros concelhos e se houver 100 doentes há quem queira "fechar o Algarve". As consequências do aniversário são graves.

A festa de aniversário no Clube Desportivo de  Odiáxere, Lagos, que reuniu ilegalmente mais de uma centena de pessoas, vindas de outros pontos do Algarve e de Portugal tornou-se no epicentro de um surto da epidemia nesta região. 

Até esta tarde de quinta-feira, já tinha sido detetados 60 casos de infeções ligadas a este evento, anunciou José Apolinário, coordenador regional do combate à doença no Algarve ao jornal Expresso. 

Desde quarta-feira passada, quando surgiu a primeira infeção 'nascida' deste evento já foram realizados mais de 500 testes de despistagem, "tanto a pessoas que estiveram na festa como a outras que com elas tiveram contactos", precisou este responsável. Além de Lagos as consequências da festa ilegal chegam a outros conselhos com testes positivos para o novo coronavírus em  Albufeira, Portimão e Loulé. 

Lares de idosos suspendem visitas

Perante este elevado número de casos, a Misericórdia do Algarve decidiu voltar a proibir as visitas aos lares de idosos do barlavento algarvio. A Ordem dos Médicos também defende medidas de segurança mais fortes para esta região e se for necessário uma cerca sanitária no Algarve, mas esta terá de ser decidida pela Direção Geral de Saúde em conjunto com os autarcas, realçou o Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães. Para este responsável a pandemia ainda não acabou e nos últimos dias têm sido detetados focos de contágio.


Covid-19. Festa ilegal infeta 16 pessoas e duas crianças em Lagos
O evento de aniversário reuniu mais de 100 pessoas e tornou-se num foco de infeção ativo. Autoridades procuram convidados para testar e querem apurar responsabilidades.

"Se tivermos um surto de cem casos em Faro ou Portimão vamos ter de fechar o Algarve", defendeu por seu turno, Alexandre Valentim Lourenço, presidente do Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos numa entrevista ao Diário de Notícias.

Apurar responsabilidades

O organizador da festa combinou com o Clube de Odiáxere que a festa de aniversário do 28º aniversário de uma amiga teria no máximo 20 pessoas mas, domingo dia 7, chegaram a estar no local mais de uma centena. Quatro horas depois a GNR acabou com o evento que continuou noutro local. 

Na terça-feira, duas doentes, de 29 anos e 37 anos, ligadas à festa, tiveram de ser hospitalizadas no Centro Hospitalar do Algarve. Duas crianças cujos familiares próximos estiveram na festa foram também infetadas.

“Quando se internam doentes covid é porque o seu estado clínico é preocupante”, afirmou Ana Cristina Guerreiro, delegada regional de saúde do Algarve, em conferência de imprensa onde frisou que quer apurar responsabilidades. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas