Escolha as suas informações

Covid-19. Dois militares portugueses infetados na Républica Centro-Africana
Portugal 29.06.2020

Covid-19. Dois militares portugueses infetados na Républica Centro-Africana

Covid-19. Dois militares portugueses infetados na Républica Centro-Africana

Foto: Lusa
Portugal 29.06.2020

Covid-19. Dois militares portugueses infetados na Républica Centro-Africana

Dos 188 militares portugueses em Bangui, dois estão infetados e 37 em isolamento profilático.

Dois dos militares portugueses destacados na República Centro-Africana estão infetados com covid-19. Assintomáticos, ambos estão em isolamento, um deles em casa e outro na base da Força de Reação Rápida, em Bangui, capital do país. 

Segundo a imprensa portuguesa, outros 37 militares estão em quarentena profilática por terem estado em contacto com os dois infetados. De acordo com a SIC Notícias, que de resto avançou a notícia, a Forças Armadas enviaram um avião com o material indicado e necessário para examinar os homens que estão destacados naquela região africana. 

Ao todo, o contigente português integra 180 militares. Destes, 177 pertencem ao Exército e três à Força Aérea. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Os portugueses que lutaram para libertar o Luxemburgo dos nazis
Há 75 anos começava a escrever-se o derradeiro capítulo da II Guerra Mundial. Entre os soldados norte-americanos que enfrentaram a última investida do III Reich nas Ardenas havia milhares de soldados com nomes como Botelho, Encarnação, Gomes, Santos ou Silva. Rapazes de origem portuguesa, que deram o corpo e a vida pela libertação da região – e que a História foi votando ao esquecimento. Esta é a história deles.
1918: Portugueses da Batalha de La Lys homenageados hoje
Os soldados portugueses que combateram na Primeira Guerra Mundial e na Batalha de La Lys vão ser hoje homenageados no Cemitério Militar Português de Richebourg e no Monumento aos Mortos de La Couture, na região de Nord-Pas-de-Calais, no norte de França.