Escolha as suas informações

Costa ameaça com demissão do Governo caso tempo de serviço dos professores seja aprovado
Portugal 03.05.2019

Costa ameaça com demissão do Governo caso tempo de serviço dos professores seja aprovado

Costa ameaça com demissão do Governo caso tempo de serviço dos professores seja aprovado

Foto: Lusa
Portugal 03.05.2019

Costa ameaça com demissão do Governo caso tempo de serviço dos professores seja aprovado

A crise do Governo chegou hoje ao ultimato.

O primeiro-ministro afirmou hoje que comunicou ao Presidente da República que o Governo se demite caso a contabilização total do tempo de serviço dos professores seja aprovada em votação final global.

"Ao Governo cumpre garantir a confiança dos portugueses nos compromissos que assumimos e a credibilidade externa do país. Nestas condições, entendi ser meu dever de lealdade institucional informar o Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa] e o presidente da Assembleia da República [Ferro Rodrigues] que, a aprovação em votação final global desta iniciativa parlamentar forçará o Governo a apresentar a sua demissão", declarou.

Esta advertência foi feita por António Costa numa declaração ao país, depois de ter estado reunido cerca de 40 minutos com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na sequência da crise política aberta com a aprovação pelo parlamento, apenas com os votos contra do PS, da recuperação do tempo total de serviço dos professores no período em que houve congelamento de progressões.



Notícias relacionadas

Novo PR: Marcelo promete ser Presidente de “todos sem excepção”
(em actualização) Marcelo promete ser Presidente de “todos sem excepção” O novo chefe de Estado prometeu hoje que será o Presidente de "todos sem excepção", do princípio ao fim do mandato, sem querer ser mais do que a Constituição permite ou aceitar menos do que a Lei Fundamental impõe.
Nova e antigo Presidente da República
Belém: Cavaco recebe hoje Passos Coelho e Ferro Rodrigues
O Presidente da República recebe esta quarta-feira o primeiro-ministro, Passos Coelho, para a habitual reunião semanal, e o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, que irá comunicar formalmente ao chefe de Estado a aprovação da moção de rejeição programa do XX Governo Constitucional.