Escolha as suas informações

Ciberataque. TAP toma medidas para conter roubo de dados de clientes
Portugal 01.09.2022
Aviação

Ciberataque. TAP toma medidas para conter roubo de dados de clientes

Aviação

Ciberataque. TAP toma medidas para conter roubo de dados de clientes

Foto: Lusa
Portugal 01.09.2022
Aviação

Ciberataque. TAP toma medidas para conter roubo de dados de clientes

Redação
Redação
Em causa pode estar o roubo de mais de 400 mil dados de clientes da transportadora aérea portuguesa.

A TAP reafirmou esta quinta-feira que está a tomar medidas de contenção para garantir a segurança da empresa e dos clientes após a divulgação de alegações de roubo de dados, por parte de um grupo de piratas informáticos.

Num comunicado, citado pela Lusa, a transportadora aérea portuguesa declarou que "foi vítima de um ciberataque, ato prontamente comunicado às autoridades competentes. Estão hoje a ser divulgadas alegações de um grupo organizado de crime informático de que terão sido roubados dados de clientes".


TAP foi alvo de ciberataque
Não foi possível concluir que houve um “acesso indevido” aos dados pessoais dos clientes, diz a companhia. Segurança dos voos está garantida.

Segundo a CNN Portugal, um grupo de piratas informáticos, chamado Ragnar Locker, dá a entender que pode ter roubado mais de 400 mil dados de clientes  da transportadora aérea portuguesa, numa mensagem publicada no seu blog na deepweb

"Temos a certeza de que entre nossos leitores e seguidores pode haver quem consiga passar a mensagem à gestão da TAP que pelo leak de 'apenas' 400.000 dados pessoais de clientes a EasyJet enfrenta uma ação coletiva no valor de 180 milhões de multa", ameaça o grupo, dando a entender que poderá ter tido acesso ao mesmo número, ou a um número superior, de dados de clientes da empresa portuguesa.

A CNN refere que numa outra imagem partilhada no blog do grupo são divulgados nomes, endereços de email, datas de nascimento e outras informações pessoais, alegadamente roubados dos servidores da companhia aérea.

A TAP, que também tinha confirmado a este canal ter conhecimento das declarações do grupo de hackers, afirma, no  comunicado de ontem, que "continua a adotar, com o apoio de uma entidade externa internacional e em articulação com as autoridades, todas as medidas de contenção e remediação adequadas para proteger a empresa e os seus clientes".


O português que é guardião da Internet
João Damas é português e um dos 14 guardiões da Internet. Vive numa zona suburbana de Madrid. Tem a chave que dá acesso a um dos dois super-computadores mais bem guardados do planeta.

A transportadora foi alvo de um ciberataque há uma semana e na altura referiu que a segurança dos voos estava garantida, mas que não tinha sido possível concluir se tinha havido acesso indevido aos dados dos clientes.

"Os mecanismos de segurança da TAP foram prontamente acionados e os acessos indevidos bloqueados", indicou a empresa aérea numa nota divulgada na sexta-feira passada, garantindo que o seu plano de contingência continuava ativo.

(Com Lusa)

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Não foi possível concluir que houve um “acesso indevido” aos dados pessoais dos clientes, diz a companhia. Segurança dos voos está garantida.