Escolha as suas informações

Círculo da Europa. Recolha e contagem de votos arranca na terça-feira
Portugal 3 min. 21.03.2022
Legislativas

Círculo da Europa. Recolha e contagem de votos arranca na terça-feira

Legislativas

Círculo da Europa. Recolha e contagem de votos arranca na terça-feira

Foto: Lusa
Portugal 3 min. 21.03.2022
Legislativas

Círculo da Europa. Recolha e contagem de votos arranca na terça-feira

Lusa
Lusa
A recolha e contagem de votos dos emigrantes na Europa, que repetem as legislativas de 30 de janeiro, decorre na terça-feira e na quarta-feira, em Lisboa, sendo esperada uma diminuição da participação deste eleitorado, segundo fonte oficial.

De acordo com fonte do executivo, o calendário eleitoral divulgado pela Comissão Nacional de Eleições mantém-se.

Trata-se da última fase deste ato eleitoral e que deverá dar a conhecer os votos dos eleitores do círculo da Europa, tanto os que foram realizados presencialmente nos dias 12 e 13 deste mês, como os por via postal, tendo para tal sido enviados 926 mil cartas para os portugueses recenseados em 36 países.


Círculo da Europa. MAI diz que entre 72 e 99% dos emigrantes receberam boletins de voto
As eleições do círculo da Europa estão a ser repetidas depois de mais de 157 mil votos (80% do total deste círculo) terem sido anulados durante a contagem depois de terem sido misturados votos válidos com inválidos, não acompanhados de cópia do documento de identificação, como exige a lei.

Presencialmente, votaram 152 dos 400 eleitores que estavam inscritos nesta modalidade de voto.

O voto por via postal foi alvo de várias críticas desde o início desta repetição eleitoral, com queixas de atrasos na receção dos boletins de voto, além de informações distintas sobre as datas-limite para a sua expedição.

No Parlamento, a ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, afirmou na quarta-feira que entre 72 e 99% dos emigrantes receberam os boletins de voto relativos à repetição das legislativas no círculo da Europa.

A ministra reconheceu, contudo, que o Governo estima que metade dos emigrantes que participaram na primeira votação para o círculo da Europa não volte a exercer o seu direito na repetição do ato eleitoral.

“Nas projeções que fazemos provavelmente isto andará pelos 50%. Vai haver seguramente muito menos pessoas a votar no círculo da Europa”, revelou Van Dunem.

Também a secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, disse na sexta-feira, em Paris, que os emigrantes estavam a receber os boletins de voto, embora houvesse problemas, e admitiu uma diminuição na votação.

"Pode acontecer que haja uma diminuição de votos. Temos estado a acompanhar dia a dia e a perspetiva é haver uma ligeira diminuição. Nesta eleição, os prazos foram encurtados e temos cerca de 10 dias a menos do que tivemos na eleição anterior, o que quer dizer que muitas pessoas poderão até enviar os votos e se chegarem depois de dia 23 não são contados", explicou Berta Nunes.


Costa diz que repetição de eleições "deve servir de lição para todos"
O secretário-geral socialista fez também “um apelo muito direto a todos para que participem neste ato eleitoral” no círculo da Europa.

No mesmo dia, mas em Moçambique, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esperar divulgar a composição do novo Governo na quarta-feira e dar-lhe posse na tarde de 30 de março, já com ministros e secretários de Estado.

Na origem da repetição das eleições legislativas antecipadas de 30 de janeiro no círculo da Europa esteve a falta de uma cópia do documento de identificação em numerosos votos de emigrantes.

Mais de 157 mil votos dos eleitores do círculo da Europa, 80% do total, foram anulados após, durante a contagem, terem sido misturados votos válidos com votos inválidos, não acompanhados de cópia do documento de identificação, como exige a lei.

Chamado a pronunciar-se sobre a anulação desses votos, o Tribunal Constitucional (TC) declarou a nulidade das eleições nestas assembleias.

Após a decisão do TC, a Comissão Nacional de Eleições (CNE) deliberou que a repetição da votação presencial no círculo da Europa tivesse lugar em 12 e 13 de março e os votos por via postal serão considerados se recebidos até dia 23. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A Comissão Nacional de Eleições deliberou esta quarta-feira a data da repetição da votação presencial no círculo da Europa. Votos por via postal serão considerados só se forem recebidos até dia 23, inclusive.