Escolha as suas informações

Banca: Empréstimos para compra de casa aumentaram
Portugal 30.07.2019

Banca: Empréstimos para compra de casa aumentaram

Banca: Empréstimos para compra de casa aumentaram

Portugal 30.07.2019

Banca: Empréstimos para compra de casa aumentaram

O crédito concedido ao consumo e outros fins era em junho de 26.671 milhões de euros, montante superior ao registado em maio.

O total do crédito concedido pelos bancos às famílias e às empresas portuguesas aumentou 380 milhões de euros em junho face a maio, somando 192.916 milhões de euros, segundo dados divulgados esta terça-feira pelo Banco de Portugal (BdP).

 No mês passado, os empréstimos para compra de habitação somaram 97.337 milhões de euros, enquanto o crédito ao consumo e outros fins foi de 26.671 milhões de euro.  

Em termos homólogos, em junho o total do ‘stock’ do crédito a empresas e famílias recuou 1,6%, já que em igual mês de 2018 tinha sido de 196.085 milhões de euros.

O 'stock' do crédito diz respeito ao valor global do crédito acumulado concedido pelos bancos e é diferente das novas operações de crédito, que se referem aos novos empréstimos concedidos em cada mês.

Por segmentos, os empréstimos para compra de habitação somaram em junho 97.337 milhões de euros, acima dos 97.284 milhões de euros de maio e abaixo dos 98.139 milhões de euros de junho de 2018.

O crédito ao consumo e outros fins era em junho de 26.671 milhões de euros, acima dos 26.618 milhões de euros de maio e dos 25.777 milhões de euros de junho do ano passado.

Nas empresas, o crédito emprestado em junho somava os 68.908 milhões de euros, mais do que os 68.635 milhões de euros de maio e menos do que os 72.179 de junho de 2018.

Quanto a indicadores de incumprimento, o rácio de crédito vencido das famílias manteve o valor registado em maio de 3,2% e a percentagem de devedores com crédito vencido desceu 0,1 pontos percentuais para 10,1%.

O rácio de crédito vencido das empresas foi de 8,8%, refletindo uma descida de 0,3 pontos percentuais com a percentagem de devedores com crédito vencido a aumentar 0,1 pontos percentuais para 21,3%.

Lusa


Notícias relacionadas