Escolha as suas informações

António Costa: PS pode ser primeiro partido a ter três vitórias seguidas
Portugal 26.09.2021
Autárquicas

António Costa: PS pode ser primeiro partido a ter três vitórias seguidas

Autárquicas

António Costa: PS pode ser primeiro partido a ter três vitórias seguidas

Foto: Lusa
Portugal 26.09.2021
Autárquicas

António Costa: PS pode ser primeiro partido a ter três vitórias seguidas

Madalena QUEIRÓS
Madalena QUEIRÓS
"O objetivo do PS é continuar a ser o maior partido autárquico português", afirmou António Costa.

O líder do PS, António Costa espera conseguir fazer histórias nestas eleições autárquicas conseguindo três vitórias seguidas, o que até agora não foi atingido por nenhum partido na história da democracia portuguesa. 

“Ganha as eleições autárquicas o partido que vencer o maior número de câmaras e de freguesias. Julgo que hoje poderá ser a primeira vez que um partido, o PS, ganha por três vezes seguidas eleições autárquicas, tendo o maior número de câmaras e de freguesias”, declarou o líder socialista.  

O objetivo do PS é continuar a ser o maior partido autárquico português", tal como aconteceu "em 2013 e 2017", acrescentou.

António Costa declarou que esta noite eleitoral fará uma declaração ao país enquanto secretário-geral socialista e apelou a que se aguardem pela contagem dos resultados eleitorais.

Costa recusa “contaminação” das eleições com as negociações do Orçamento

O secretário-geral do PS recusou hoje a perspetiva de os resultados das eleições dificultarem as negociações do Orçamento, alegando que o PCP já separou os assuntos e que as autárquicas são pouco relevantes para o BE.

António Costa assumiu esta posição em declarações aos jornalistas, quando chegava à sede nacional do PS, no Largo do Rato, em Lisboa, para acompanhar a noite eleitoral das autárquicas.

Interrogado sobre a possibilidade de uma vitória eleitoral do PS se transformar depois numa dor de cabeça para as negociações à esquerda do próximo Orçamento do Estado, o líder socialista sorriu com a pergunta.

“Bom, transformar uma vitória numa dor de cabeça creio que é pedir demais. Vamos aguardar pela contagem dos votos”, começou por responder.

Para António Costa, “não há qualquer contaminação entre as eleições autárquicas e o processo orçamental”.

“Em particular, o PCP sempre deixou claro que não misturava os dois assuntos. E as eleições autárquicas são mais ou menos irrelevantes para o Bloco de Esquerda, já que não tem uma participação autárquica significativa”, referiu.

Por isso, António Costa disse acreditar que o resultado das eleições de domingo “não será perturbador para o processo orçamental”.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O PS ganhou, mas perdeu. O PSD perdeu, mas ganhou. O PCP perdeu, mas não desiste, nem renova. O BE ainda não percebeu se ganhou se perdeu. O CDS abandonou o táxi e foi antes à boleia. Pelos intervalos da chuva, o Chega vai consolidando. E, no final, ganhou a abstenção.
O primeiro-ministro apelou hoje a que "haja uma ampla participação" nas eleições autárquicas que hoje decorrem, qualificando-as como a "grande festa da democracia", e reiterou que esta não foi "seguramente" a sua "última campanha eleitoral".
Os resultados provisórios dão 94% dos votos para o atual primeiro-ministro, que é secretário-geral do Partido Socialista desde 22 de novembro de 2014 e lidera o Governo português desde 2015.