Escolha as suas informações

Agosto foi o melhor mês de sempre para o turismo no Centro de Portugal
Portugal 2 min. 14.10.2019

Agosto foi o melhor mês de sempre para o turismo no Centro de Portugal

Agosto foi o melhor mês de sempre para o turismo no Centro de Portugal

Portugal 2 min. 14.10.2019

Agosto foi o melhor mês de sempre para o turismo no Centro de Portugal

O mês de agosto de 2019, em comparação com 2018, cresceu cerca de 3% no Centro de Portugal nas dormidas, um aumento que superou a média nacional, que subiu 2,6%.

Agosto foi o melhor mês de sempre para o turismo no Centro de Portugal em número de dormidas, hóspedes e proveitos hoteleiros, revelou hoje a Turismo do Centro, com base em dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os números do INE revelam ainda que a procura turística da região cresceu acima da média nacional em agosto de 2019, em linha com o que tem acontecido nos últimos anos.

Os resultados acumulados de janeiro a agosto de 2019 são também claramente positivos: "Se consideramos o conjunto acumulado do ano, de janeiro a agosto de 2019, os números do Centro de Portugal são também muito positivos, deixando antever que este vai ser o melhor ano de sempre para o turismo na região", refere a entidade regional presidida por Pedro Machado.


Portugal é o terceiro melhor destino turístico do mundo
Só a Indonésia e a Tailândia ficam à frente, no ranking dos destinos eleitos por mais de meio milhão de leitores de uma prestigiada revista.

O mês de agosto de 2019, em comparação com 2018, cresceu cerca de 3% no Centro de Portugal nas dormidas: verificaram-se 1.028.850 dormidas em agosto de 2018 e 1.060.101 em 2019, num crescimento de 31.251 dormidas. Este aumento superou a média nacional, que subiu 2,6%.

"A subida foi mais notória entre os visitantes nacionais, cujas dormidas cresceram 5,2%, para 608.904, entre agosto de 2018 e agosto de 2019. Uma demonstração de que o Centro de Portugal é um destino que reúne a preferência de cada vez mais residentes no nosso país", refere a Turismo do Centro.

Já as dormidas com origem no estrangeiro estabilizaram: foram 451.197 em agosto de 2019, face a 450.102 no mesmo mês do ano passado.

No indicador do número de hóspedes, o Centro de Portugal cresceu 3,8%. Em agosto de 2018 tinham sido registados 519.899 hóspedes na região; em agosto de 2019 foram 539.611.

Os proveitos da atividade hoteleira subiram de 51,7 milhões para 54,4 milhões de euros (mais 5,2%) entre agosto de 2018 e agosto de 2019. São mais 2,7 milhões de euros que as unidades hoteleiras do Centro de Portugal ganharam no oitavo mês do ano.

No período entre janeiro e agosto, as dormidas aumentaram 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado (enquanto a média nacional subiu 3,9%).

Neste período, as dormidas dos visitantes nacionais na região subiram 6,5% e as dos estrangeiros cresceram 2,6%. O número de hóspedes progrediu 5,9% e os proveitos melhoraram 6,8%.

"Estes números, claramente positivos, consolidam a tendência dos últimos meses e anos: o destino Centro de Portugal é cada vez mais uma escolha preferencial ao longo de todo o ano", conclui a Turismo do Centro.

Lusa


Notícias relacionadas

"Portugal só é competitivo porque paga salários do terceiro mundo"
Quem o garante é um empresário nacional que explica que as costureiras dos seus clientes na China ganham mais 30 a 40% do salário das costureiras portuguesas. A afirmação coincide com o dia que foi divulgado o relatório do Observatório sobre Crises e Alternativas que revela que o emprego cresce em Portugal, mas os salários são mais baixos que no ano 2000.