Pedrógão Grande Ministério da Agricultura ajuda no levantamento de prejuízos

Técnicos do Ministério da Agricultura deslocam-se na segunda-feira e na terça-feira a Pedrógão Grande para colaborarem no preenchimento da ficha de levantamento dos prejuízos de incêndios em explorações agrícolas e pecuárias, foi hoje anunciado. Mais

Óbito Morreu o economista Miguel Beleza

O economista Miguel Beleza, ministro das Finanças do XI Governo Constitucional liderado por Cavaco Silva, morreu hoje em Lisboa aos 67 anos, disse à Lusa fonte próxima da família. Mais

Incêndios / Góis Incêndio em fase de rescaldo

O incêndio em Góis, distrito de Coimbra, entrou oficialmente em fase de rescaldo ao início da noite e o dispositivo operacional vai ainda hoje ser reduzido em 30 a 40%, disse hoje o comandante operacional Pedro Nunes. Mais

IEFP Desemprego baixa em Portugal

Segundo os dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional português, o número de desempregados registados nos centros de emprego baixou 4,14% em maio face ao mês anterior. Em termos homólogos, a queda foi de 19,19%. Mais

Pedrógão Grande, o incêndio mais mortífero em Portugal

O incêndio de Pedrógão Grande, na região de Leiria, é tido como o incêndio mais mortífero em Portugal, com 64 mortos. O dia 17 de junho de 2017 fica marcado como o dia de uma das maiores tragédias de que há memória no país, que causou ainda mais de 200 feridos. Mais

Proteção Civil Incêndio em Góis está dominado

O fogo que desde sábado lavra em Góis, no distrito de Coimbra, foi dado como dominado hoje, às 8h41, informou o comandante operacional, Carlos Tavares. Mais

Incêndios / Pedrógão Grande Todas as autópsias já foram concluídas

A ministra da Justiça revelou hoje que o Instituto Nacional de Medicina Legal (INML) já concluiu todas as autópsias aos cadáveres recolhidos durante a tragédia de Pedrógão Grande, embora alguns desses corpos estejam ainda por identificar. Mais

EDITORIAL: Chamas, cinzas e luto

Como todos os anos quando há incêndios florestais, os portugueses ficam chocados e parecem acordar para uma calamidade que devora héctares de mata há décadas. Mais