Escolha as suas informações

Zelensky. “2.610 cidades e vilas ainda estão sob ocupação russa”
Mundo 3 03.07.2022
Guerra Ucrânia

Zelensky. “2.610 cidades e vilas ainda estão sob ocupação russa”

Guerra Ucrânia

Zelensky. “2.610 cidades e vilas ainda estão sob ocupação russa”

AFP
Mundo 3 03.07.2022
Guerra Ucrânia

Zelensky. “2.610 cidades e vilas ainda estão sob ocupação russa”

Redação
Redação
A grande maioria está destruída e precisa de ser reconstruída, declarou o presidente ucraniano.

O presidente da Ucrânia fez sábado mais um discurso aos ucranianos relembrando a destruição que a ocupação russa trouxe a muitas cidades e vilas do país, mas que segunda-feira será dado um importante passo para a reconstrução na conferência de Lugano, na Suíça.

Durante dois dias, os aliados da Ucrânia, as instituições internacionais e o sector privado vão nesta cidade suíça com a ambição de elaborar um "Plano Marshall" para a reconstrução do país.

 Desde o início da invasão russa “conseguimos libertar 1.027 cidades e vilas, mas outras 2.610 ainda estão sob ocupação russa”, declarou ontem o presidente ucraniano no seu discurso.

Caminho para a reconstrução

A maioria destas localidades precisa ser reconstruída, admitiu. “Centenas de cidades e vilas foram completamente destruídas pelo exército russo, e precisam ser reconstruídas do zero”, disse Zelensky falando ainda das “dezenas de cidades em outras regiões da Ucrânia foram atingidas por mísseis” e das “centenas de empresas” que ficaram reduzidas a pó.


Uma rua da cidade de Lysychansk numa imagem captada em junho.
Ucrânia: Forças pró-russas anunciam cerco total a cidade de Lysychansk
Ucranianos desmentem tomada total da cidade na região de Lugansk pelos russos, confirmando a existência de "batalhas ferozes".

As palavras do presidente foram também de esperança, ao falar da Conferência de Lugano que se realiza amanhã, podendo representar um passo importante na reconstrução do país.

 "É necessário não apenas restaurar tudo o que os ocupantes destruíram, mas também criar uma nova base para nossa vida, para a Ucrânia - segura, moderna, conveniente, sem barreiras. Isso requer investimentos colossais - bilhões, novas tecnologias, melhores práticas, novas instituições e, claro, reformas", admitiu.  

 “Embora muito ainda precise de ser feito para a nossa vitória - e é um caminho difícil, porque a guerra continua”, frisou o presidente ucraniano relatando que os bombardeamentos continuam, com ataques de mísseis russos e que a região de Lugansk está a ser fortemente atacada por terra e ar. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas