Escolha as suas informações

Visitante atira tarte a quadro da Mona Lisa
Mundo 30.05.2022 Do nosso arquivo online
Insólito

Visitante atira tarte a quadro da Mona Lisa

A famosa pintura já foi vandalizada várias vezes e desde 2005 está num expositor de grande segurança.
Insólito

Visitante atira tarte a quadro da Mona Lisa

A famosa pintura já foi vandalizada várias vezes e desde 2005 está num expositor de grande segurança.
Foto: Rumman Amin/Unsplash
Mundo 30.05.2022 Do nosso arquivo online
Insólito

Visitante atira tarte a quadro da Mona Lisa

AFP
AFP
A pintura mais famosa do mundo, a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, foi manchada no museu do Louvre, em Paris, no domingo, mas não sofreu danos relevantes uma vez que está por detrás de vidros blindados, de acordo com testemunhos nas redes sociais.

Contactado pela AFP no domingo à noite, o Louvre respondeu esta segunda-feira que não desejava comentar o incidente. De acordo com as fotos e testemunhos publicados no domingo por turistas no Twitter e no Instagram, o episódio ocorreu ao início da tarde.

Várias fotografias mostram o vidro protetor da Mona Lisa, manchado com creme, a ser limpo por um homem que parece ser um segurança do museu.

Um utilizador do Twitter, que disse estar presente no incidente, disse que o perpetrador foi um homem disfarçado com uma peruca, que se levantou de uma cadeira de rodas para bater no vidro blindado, antes de lhe atirar com um bolo.

Este internauta (@lukeXC2002) publicou um vídeo em que o homem em questão é visto de pé ao lado da sua cadeira de rodas e a ser escoltado pela segurança para a saída.

"Há pessoas que estão a destruir a Terra (...) Todos os artistas, pensem na Terra. Foi por isso que fiz isto. Pensem no planeta", disse o homem vestido de branco, peruca e boné na cabeça, em francês.


"Shot Sage Blue Marilyn", foi pintado pelo famoso artista americano Andy Warhol em 1964.
Retrato de Marilyn Monroe é a obra de arte mais cara do séc. XX
O recorde de todos os tempos - para todos os períodos - ainda é mantido pelo "Salvator Mundi" atribuído a Leonardo da Vinci, que foi vendido em 2017.

Quadro já foi vandalizado várias vezes

Outras imagens mostram a cadeira de rodas atrás do cordão de segurança que os visitantes normalmente não estão autorizados a passar. Nenhuma fotografia ou filmagem de vídeo captou o incidente em si.

Esta não é a primeira vez que a famosa pintura de Leonardo da Vinci é vandalizada.

Em agosto de 2009, um visitante russo do Louvre foi detido depois de ter atirado uma chávena de chá vazia ao quadro. O museu explicou que a taça se partiu contra a vitrina blindada que protege esta obra de arte, que ficou ligeiramente arranhada.

Em dezembro de 1956, uma boliviana atirou uma pedra à Mona Lisa, danificando o cotovelo esquerdo do retrato. Depois deste episódio, o quadro foi colocado atrás de uma vitrina protetora.  

Desde 2005, a obra tem estado exposta atrás de um vidro à prova de bala, protegida por um expositor especial com humidade e temperatura controladas. Todos os anos, milhões de pessoas vêm admirá-la no maior museu do mundo, o Louvre, em Paris. O edifício recebe dez milhões de visitantes por ano pré-pandemia.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.