Escolha as suas informações

Viagens. Os países europeus que estão a pedir teste negativo aos vacinados
Mundo 3 min. 16.12.2021 Do nosso arquivo online
Pandemia

Viagens. Os países europeus que estão a pedir teste negativo aos vacinados

Pandemia

Viagens. Os países europeus que estão a pedir teste negativo aos vacinados

Foto:Gerry Huberty
Mundo 3 min. 16.12.2021 Do nosso arquivo online
Pandemia

Viagens. Os países europeus que estão a pedir teste negativo aos vacinados

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Portugal já não é o único país da UE a exigir teste para quem está vacinado. Viagens de Natal e Omicron levam outros Estados a seguir a mesma medida.

O primeiro-ministro do Luxemburgo, Xavier Bettel, contestou, esta quinta-feira, a imposição de teste negativo obrigatória para pessoas vacinadas em alguns países da União Europeia (UE), depois de no verão os Estados-membros terem acordado na adoção de um certificado digital comum, que permitia a que quem viajasse apresentasse uma de três condições: certificado de vacinação completa, certificado de recuperação da covid-19 ou teste negativo.


"Uma má ideia". Bettel rejeita imposição de teste negativo a vacinados à entrada dos países da UE
O primeiro-ministro luxemburguês, Xavier Bettel, contestou a imposição por alguns países, como Portugal, da apresentação de um teste negativo de diagnóstico à covid-19 para entrar nos respetivos territórios.

A medida cumulativa (teste negativo mesmo para vacinados) para a qual Portugal avançou sozinho a 1 de dezembro, começa, progressivamente, a ganhar terreno noutros países comunitários, numa altura em que aumentam as deslocações de Natal e que a variante Omicron começa a suceder à Delta na Europa. Estes são os países onde para entrar é preciso ter teste negativo.

Itália

Desde esta quinta-feira que também para entrar em Itália é preciso apresentar teste negativo, mesmo se a pessoa estiver vacinada e se viajar a partir de outro país da UE. A medida vigora até 31 de janeiro e vai mais longe que a decisão portuguesa, já que prevê para os não vacinados uma quarentena de cinco dias à chegada a território italiano.

Irlanda

Poucos dias depois de o teste obrigatório para viajantes entrar em vigor em Portugal, foi a vez de a Irlanda avançar com uma medida semelhante. O país decidiu impor, a partir de 3 de dezembro, a apresentação de teste negativo para todos os viajantes, independentemente do seu estado vacinal e do país de origem. 

As autoridades irlandesas especificam, no entanto, que as pessoas que ainda não tenham o seu processo de vacinação completo terão fazer um teste PCR, não superior a 72 horas, enquanto as pessoas já têm o seu esquema vacinal completo podem decidir entre um teste PCR ou um teste antigénio realizado 48 horas antes da viagem.

Portugal

Portugal foi o primeiro país da UE a avançar para o teste obrigatório para todos aqueles que entrassem em território português, independentemente da sua origem, de serem ou não residentes e de estarem vacinados (só a Região Autónoma da Madeira continua a dispensar o teste aos vacinados).


Controle de testes covid-19 aos passageiros à chegada ao aeroporto de Lisboa.
Teste negativo continua a ser obrigatório para entrar em Portugal depois de 9 de janeiro
O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que as atuais regras que exigem a apresentação de teste negativo para entrar em Portugal, mesmo a quem está vacinado, vão continuar e não descarta um eventual reforço das medidas sanitárias.

Em Portugal continental e nos Açores estão apenas isentos de apresentar teste negativo pessoas que recuperaram da covid-19 num prazo inferior 180 dias (ou seja, recuperados há menos de seis meses) e, no caso da entrada pela fronteira terrestre, pessoas oriundas de países da UE considerados de risco baixo ou moderado e trabalhadores transfronteiriços e essenciais, que podem entrar em Portugal apenas com o certificado de vacinação europeu, sem ser necessário ter também teste negativo.   

Estas medidas vão manter-se mesmo depois de 9 de janeiro, avançou esta quinta-feira, o primeiro-ministro, António Costa.

Europa, fora da UE

O teste negativo também é obrigatório para entrar na Suíça e em alguns casos pode ser preciso fazer também à chegada.

Todas as pessoas com idade igual ou superior a 16 anos que entrem em território suíço, seja por via aérea ou terrestre em transporte coletivo de passageiros (autocarro) tem de apresentar um teste negativo teste PCR realizado até 72 horas antes do embarque, de acordo com a informação das autoridades do país. Além deste teste, para as pessoas que entrem na Suíça a partir de um país com uma variante de preocupação, este teste aplica-se a partir dos 6 anos.

Depois de entrarem na Suíça, as pessoas, incluindo vacinadas e recuperadas, têm de fazer um segundo teste, PCR ou antigénio, entre o quarto e o sétimo dia após a chegada.

Reino Unido

No final de novembro, o Reino Unido, um dos países europeus mais afetados pela nova variante, Omicron, decidiu tornar obrigatório para os viajantes vacinados que entrem no país fazerem, a chegada, um teste PCR (negativo) em vez do de antigénio. A medida prevê que fiquem em isolamento até à chegada do resultado.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O Governo decidiu isentar os recuperados da apresentação de teste negativo, uma vez que estes podem apresentar "falsos positivos" nos seis meses que se seguem à infeção, mesmo já estando recuperados. Esta medida aplica-se às fronteiras aérea, terrestre, marítima e fluvial.