Escolha as suas informações

Venezuela. Maduro avisa Trump e recusa ultimato europeu
Mundo 04.02.2019 Do nosso arquivo online

Venezuela. Maduro avisa Trump e recusa ultimato europeu

Venezuela. Maduro avisa Trump e recusa ultimato europeu

Foto: AFP
Mundo 04.02.2019 Do nosso arquivo online

Venezuela. Maduro avisa Trump e recusa ultimato europeu

"Se invadir o país vai ficar com as mãos manchadas de sangue. Quer um novo Vietname?", perguntou o Presidente venezuelano em entrevista ao canal televisivo espanhol La Sexta.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, avisou Donald Trump de que deve parar e não ter qualquer intervenção militar no país, caso contrário as consequências serão terríveis. "Está a cometer erros que vão deixar as suas mãos e a presidência cobertas de sangue. Quer um novo Vietname?", interrogou Maduro, durante uma entrevista concedida ao canal televisivo espanhol La Sexta.

Quanto às exigências europeias para que convoque eleições presidenciais, Maduro foi taxativo: "Não aceitamos ultimatos de ninguém. Recuso convocar eleições agora, porque elas estão marcadas para 2024. Não me interessa o que diz a Europa", afirmou. "A política internacional não pode basear-se em ultimatos, isso é do tempo dos impérios e das colónias".

Ao mesmo tempo, recusou a ideia de que haja problemas humanitários no país. "A Venezuela não tem uma crise humanitária, tem uma crise política e económica. E muita gente foi enganada para deixar o país", referiu.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Apesar de a União Europeia (UE) ter criado um grupo de contacto para ajudar a Venezuela a resolver o impasse político, as divisões entre os ministros europeus foram visíveis em Bucareste, na capital da Roménia, na quinta-feira passada. O Luxemburgo mostra-se favorável a um novo sufrágio.
Conference de presse, Asselborn / Cahen, Refugiés, le 16 Janvier 2018. Photo: Chris Karaba