Escolha as suas informações

Venezuela. Maduro acusa EUA de usarem sanções para se apoderarem do petróleo
Mundo 21.07.2019 Do nosso arquivo online

Venezuela. Maduro acusa EUA de usarem sanções para se apoderarem do petróleo

Venezuela. Maduro acusa EUA de usarem sanções para se apoderarem do petróleo

Foto: AFP
Mundo 21.07.2019 Do nosso arquivo online

Venezuela. Maduro acusa EUA de usarem sanções para se apoderarem do petróleo

A Venezuela é vítima de "uma agressão multiforme", de "um conjunto de sanções ilegais e de uma perseguição financeira", disse Maduro.

O Presidente Nicolás Maduro acusou sábado os EUA de usarem as sanções contra a Venezuela como uma maneira de dominar o país para se apoderarem dos recursos petrolíferos venezuelanos.

"Os EUA querem dominar-nos para controlar o mercado mundial dos hidrocarbonetos a seu capricho", disse.

Nicolás Maduro falava na reunião ministerial de dois dias do Gabinete de Coordenação do Movimento dos Não Alinhados (MNOAL) que decorre em Caracas e que serve de preparação para a XVIII Cimeira do Movimento, prevista para outubro no Azerbaijão, altura em que a Venezuela entregará a presidência daquela organização.

"O verdadeiro objetivo é apoderar-se da imensa riqueza petrolífera da Venezuela, para dobrar o braço aos países do mundo e controlar o mercado dos hidrocarbonetos", sustentou.

Nesse sentido, explicou que a Venezuela é vítima de "uma agressão multiforme", de "um conjunto de sanções ilegais e de uma perseguição financeira".

"À Venezuela roubaram-lhe mais de 30 mil milhões de dólares em ativos e em contas em 'cash' no mundo", frisou, sublinhando que as sanções impostas pelos EUA impedem a compra de medicamentos, alimentos e matérias-primas para a indústria.

Nicolás Maduro explicou que os venezuelanos são um povo "decidido a lutar" contra o bloqueio e agradeceu "a todos os governos dos países irmãos de África, América Latina, Caraíbas, Ásia e Europa" pelo apoio recebido durante a crise político-económica e social que afeta o país.

Lusa



Notícias relacionadas

A recente reabilitação da Venezuela no espaço mediático só mostra que sanções, afinal, nada têm a ver com ideologia. Só com petróleo.
Raquel Ribeiro
@Rodrigo Cabrita