Escolha as suas informações

Venezuela. Cabello acusa TAP de levar explosivos para o país
Mundo 13.02.2020

Venezuela. Cabello acusa TAP de levar explosivos para o país

Venezuela. Cabello acusa TAP de levar explosivos para o país

AFP
Mundo 13.02.2020

Venezuela. Cabello acusa TAP de levar explosivos para o país

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
“Os portugueses pensam que nós somos idiotas". O Presidente da Assembleia Constituinte, e aliado de Nicolás Maduro, acusou a TAP de ter deixado o tio de Juan Guaidó entrar com explosivos.

Juan Guaidó, autoproclamado presidente do país, passou por Lisboa e regressou a Caracas usando a TAP. À chegada ao aeroporto, as autoridades prenderam Juan José Márquez, tio do político, por alegadamente transportar explosivos e coletes à prova de bala, sendo acusado de terrorismo. A oposição venezuelana garante que as provas foram plantadas.

Diosdado Cabello vem agora acusar a transportadora portuguesa de fazer parte de um plano para deixar entrar explosivos em território venezuelano, de acordo com imagens da televisão venezuelana divulgadas pela RTP.  

“A companhia aérea, como se chama? TAP? É assim que se chama. Não é nenhuma santa e terão aqui uma averiguação, porque isto foi permitido pela companhia aérea. E eles são muito rígidos lá”, disse. 

“Os portugueses pensam que nós somos idiotas. Os donos da companhia aérea pensam que somos idiotas. E o seu embaixador foi para lá [ao aeroporto]. E nós temos de nos calar, porque pertencemos ao terceiro mundo, estamos em via de desenvolvimento”,

O Governo português já veio garantir que não houve qualquer contacto oficial em Lisboa com a comitiva de Guaidó.


Notícias relacionadas

Venezuela suspende voos da TAP por 90 dias
O Governo venezuelano anunciou hoje a suspensão por 90 dias das operações no país da companhia aérea portuguesa TAP, "por razões de segurança", após acusações de transporte de explosivos num voo oriundo de Lisboa.