Escolha as suas informações

Variante Delta obriga países já ‘sem covid’ a novos confinamentos
Mundo 14 4 min. 26.06.2021
Pandemia

Variante Delta obriga países já ‘sem covid’ a novos confinamentos

Pandemia

Variante Delta obriga países já ‘sem covid’ a novos confinamentos

AFP
Mundo 14 4 min. 26.06.2021
Pandemia

Variante Delta obriga países já ‘sem covid’ a novos confinamentos

AFP
AFP
Austrália e Israel foram dos primeiros países a acabar com as restrições causadas pela covid e a regressar à vida normal. A mutação indiana veio travar as liberdades. Nestes e noutros países. Mais perigosa teme-se novas vagas de infeção.

O sucesso do combate da pandemia na Austrália e Israel, considerados até agora países sem covid, permitiu aos seus habitantes largar as máscaras mais cedo do que no resto do mundo, em geral, e voltar aos contactos sociais, festas e todas as atividades sociais. Contudo, os surtos da variante indiana nestes dois países, mutação que é mais 60% contagiosa, obrigam a um recuo na liberdade conquistada, com Sidney a decretar o confinamento e Israel a impor de novo o uso da máscara. Também outros países estão a adotar novas medidas restritivas por causa da mutação Delta. Os especialistas e autoridades já temem novas vagas de infeção neste verão. A comissão europeia já admitiu que esta variante do vírus original da covid que descoberta na Índia "diminui a força do escudo protetor" das vacinas contra a pandemia.

Confinamento em Sidney

 As autoridades australianas impuseram no sábado a reconfiguração total da cidade de Sydney, confrontada com um surto de novos casos de coronavírus causados pela variante Delta, mais contagiosa, que está a preocupar o mundo.

Depois de ter decretado sexta-feira o confinamento de quatro distritos do centro de Sidney, as autoridades decidiram este sábado alargar, durante duas semanas, a medida a toda a metrópole, a mais importante da Austrália com mais de cinco milhões de habitantes.

Neste país, que até agora tem contido bastante bem a propagação do Covid-19, mais de 80 pessoas testaram positivo esta semana, todas ligadas a um motorista que levava tripulações de companhias aéreas do aeroporto de Sydney para hotéis de quarentena.


A vida normal dos portugueses nos países que baniram a covid
Quando vêem as notícias de Portugal parece que estão a seguir uma série de ficção e horror. Na Nova Zelândia e Austrália distribuem-se abraços e beijos, continua-se a ir aos restaurantes e discotecas e as máscaras só se usam em casos especiais, como contam portugueses que residem nestes dois países.

"A variante Delta está a provar ser um inimigo particularmente difícil", disse aos repórteres o ministro da saúde do estado Brad Hazzard. "Sejam quais forem as medidas defensivas tomadas, o vírus parece saber como contra-atacar", acrescentou ele.

Tal como a Austrália, vários países estão a sofrer um ressurgimento de novos casos, pelo menos em parte ligados à propagação da variante Delta, que já é responsável por um ressurgimento epidémico no Reino Unido há várias semanas.

Países recuam no desconfinamento

Israel anunciou na sexta-feira novas restrições face a um aumento das contaminações: o país, que se gabava de ser o primeiro a sair da crise sanitária graças a uma vasta campanha de vacinação, restabeleceu a obrigação de usar uma máscara em locais públicos e empresas fechadas. Mesmo assim, ontem realizou-se em Tel Aviv a Pride Parade (foto de abertura) e a multidão de cerca de um quarto de milhão de pessoas, não respeitou o uso de máscara.


Variante Delta vai representar 90% de casos na UE até final de agosto
A variante Delta do SARS-CoV-2 representará 90% das novas infeções na Europa até final de agosto e um aumento nos internamentos e mortes, estimou hoje o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), pedindo rápida vacinação.

Moscovo, o epicentro na Rússia do ressurgimento da variante Delta do coronavírus, anunciou o regresso do teletrabalho obrigatório para 30% dos empregados da empresa.

O Uzbequistão atingiu sexta-feira o seu recorde de novas infeções diárias por coronavírus desde o início do ano e introduziu restrições na sua capital. A identificação da variante do Delta no país suscita receios de um surto no país de 34 milhões de pessoas.

Lisboa proíbe saídas e entradas

Portugal, que também enfrenta um ressurgimento da epidemia da variante Delta, decidiu travar o levantamento gradual das suas restrições sanitárias, e mesmo torná-las mais rigorosas em Lisboa.

A Alemanha acrescentou Portugal e a Rússia à sua lista de países "variantes", o que praticamente proíbe todas as chegadas destes dois países.

Em Espanha, onde o uso de uma máscara deixou de ser obrigatório no exterior a partir de sábado, uma viagem de estudo às Ilhas Baleares resultou num "aglomerado" gigante de várias centenas de casos de Covid-19 e na colocação de vários milhares de jovens em quarentena em sete regiões do país.


Comissária europeia diz que variante Delta “diminui força do escudo protetor” da vacina
"É crucial que o maior número possível de cidadãos seja vacinado contra a covid-19, e que seja totalmente vacinado o mais rapidamente possível”, defende Stella Kyriakides.

Receio de novas vagas de infeções 

A Suíça também decidiu levantar muitas das restrições ainda em vigor, incluindo o uso de máscaras ao ar livre, no sábado. Será também mais fácil de entrar no país.

Na sexta-feira, a Islândia tornou-se o primeiro país europeu a levantar todas as restrições nacionais ligadas à epidemia de Covid-19, graças ao progresso da vacinação no seu território.

Em Itália, é segunda-feira que as máscaras poderão cair para o exterior. O recolher obrigatório será também levantado no Vale de Aosta, a última região onde ainda estava em vigor.


Quase 31% dos novos contágios são oriundos da variante indiana
A variante britânica continua a dominar a maioria das infeções no Gão-Ducado.

A epidemia de Covid conhece agora um novo agravamento – depois de conseguir registar o menor número de casos desde fevereiro, segundo a OMS -, a variante Delta poderá provocar novas vagas de infeções, neste verão, se nada for feito para a combater precocemente, avisar os especialistas e as autoridades sanitárias.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O primeiro caso da variante Delta Plus do vírus da covid-19 detetado na Dinamarca terá sido levado por um passageiro proveniente de Portugal, refere o instituto dinamarquês de prevenção de doenças contagiosas no seu ‘site’.