Escolha as suas informações

Vítimas em Trier tinham entre 9 meses e 73 anos de idade
Mundo 01.12.2020

Vítimas em Trier tinham entre 9 meses e 73 anos de idade

Vítimas em Trier tinham entre 9 meses e 73 anos de idade

AFP
Mundo 01.12.2020

Vítimas em Trier tinham entre 9 meses e 73 anos de idade

As vítimas mortais do atropelamento intencional têm 9 meses, 25, 45 e 73 anos de idade. Das dezenas de feridos, quatro estão em estado crítico. O condutor terá problemas psiquiátricos.

Numa pontualidade germânica, as autoridades alemãs falaram pela primeira vez de viva voz para dar mais detalhes sobre os acontecimentos que estão a chocar toda a grande região. As vítimas mortais do atropelamento intencional, que atravessou o centro da cidade da Porta Nigra à praça onde costuma estar montado o mercado de Natal, têm 9 mmeses, 25, 45 e 73 anos de idade. 

De acordo com as autoridade, a mãe da criança que foi a quarta vítima mortal confirmada está ferida e foi encaminhada para o hospital. 

Entre as dezenas de feridos, quatro pessoas estão em estado crítico. No total, cerca de 30 foram atingidas. Algumas têm ferimentos graves. 

Quem é o condutor? 

Detido assim que as autoridades conseguiram imobilizar o SUV, o condutor de 51 anos não tem casa nem endereço fixo. Nascido na cidade que se viu obrigada a isolar o centro, pelo menos até quarta-feira de manhã, estaria a dormir há vários dias no carro. O SUV Land Rover ter-lhe-à sido emprestado recentemente por um amigo, mas não são claras as circunstâncias que o levaram a pernoitar no veículo. 

Quem o conhecia menciona problemas psiquiátricos e problemas de adição e consumo excessivo de álcool. De resto, o homem terá sido sujeito ao teste do balão na sequência do atropelamento em série e acusou 1,4 de álcool no sangue. 

De acordo com as conclusões iniciais da investigação, as autoridades assumem que o acusado tem um distúrbio mental e confirmam que o alemão estava fortemente alcoolizado esta tarde. 

A polícia excluiu qualquer motivação política ou religiosa no incidente que o Presidente da Câmara de Trier, Wolfram Leibe, disse tratar-se do "dia mais negro" desde o fim da Segunda Guerra Mundial na cidade que viu nascer Karl Marx. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas