Escolha as suas informações

Vídeo. "Herói" desarma atirador que matou 11 pessoas na Califórnia
Mundo 2 min. 24.01.2023
EUA

Vídeo. "Herói" desarma atirador que matou 11 pessoas na Califórnia

EUA

Vídeo. "Herói" desarma atirador que matou 11 pessoas na Califórnia

Foto: Frederic J. Brown/AFP
Mundo 2 min. 24.01.2023
EUA

Vídeo. "Herói" desarma atirador que matou 11 pessoas na Califórnia

Redação
Redação
Canal de televisão dos EUA mostra um vídeo onde Brandon Tsay, de 26 anos, luta para tirar a arma ao atirador do massacre, evitando que continuasse a disparar numa festa na Califórnia.

No sábado passado um homem de 70 anos armado invadiu uma festa das celebrações do Ano Novo Chinês na Califórnia, matando 11 pessoas e ferindo outras tantas. O atirador fugiu tendo-se suicidado no dia seguinte, quando já decorria uma grande investigação policial para encontrar o seu paradeiro.

Agora, sabe-se, que o atirador só não fez mais mortes e feridos porque foi impedido por um corajoso jovem que estava a trabalhar no salão da festa "Lai Lai Ballroom & Studio", em Alhambra, Monterey Park, onde decorreu o massacre.

A cadeia de televisão NBC News divulgou um vídeo, na segunda-feira, onde se vê Brandon Tsay, de 26 anos, a lutar contra o atirador numa sala vazia, conseguindo tirar-lhe a arma semiautomática e forçando-o a sair do local. Nessa altura, já o atirador tinha morto várias pessoas e estava a tentar carregar a arma para continuar a disparar sobre outros participantes da festa.

Foram quatro longos minutos, como se vê no vídeo, em que Brandon Tsay, desarmado, luta com o atirador para o desarmar. O autor do tiroteio ainda o agride, mas o jovem consegue tirar-lhe a arma evitando uma tragédia maior.

O ato de coragem do jovem de 26 anos rapidamente se tornou notícia internacional, tendo Tsay sido entrevistado pela NCB News e outras cadeias de televisão americanas.

Brandon Tsay, o herói do massacre, em entrevista à NBC News.
Brandon Tsay, o herói do massacre, em entrevista à NBC News.
Captura de ecrã

O jovem confessa que ainda desconhece como teve tal coragem de enfrentar sozinho o atirador. Tsay conta que viu o homem de arma apontada para ele e pensou que iria morrer. Quando o viu sozinho, noutra sala, e percebeu que, naquele momento, a arma semiautomática estava vazia e o atirador tentava recarregá-la, decidiu agir. "Percebi que era o momento de o desarmar". Um impulso que Tsay considera ter sido motivado por "um verdadeiro milagre", o facto de a arma estar descarregada.

"Percebi que tinha de tirar a arma, desarmá-lo, ou toda a gente iria morrer", vincou no Good Morning America.

Brandon Tsay que nunca tinha antes pegado numa arma tornou-se num "verdadeiro herói" assim o declarou Gavin Newsom, o governador da Califórnia, que fez questão de visitar o jovem na sua casa, numa reportagem emitida pela CBS News. 

"Falamos sobre heróis e agora tenho a oportunidade de conhecer um deles", declarou o governador. "Se houver alguma dúvida, basta olhar para aquele vídeo que todos nós vimos. Este jovem notável que sem hesitar, embora com momentos de medo, assumiu a responsabilidade para salvar inúmeras vidas. Quem sabe quantas vidas ele salvou", disse.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.