Escolha as suas informações

Vídeo mostra polícias a espancar alegado assaltante em Paris

Vídeo mostra polícias a espancar alegado assaltante em Paris

Foto: Thomas Samson/AFP
Mundo 2 min. 03.12.2018

Vídeo mostra polícias a espancar alegado assaltante em Paris

Um vídeo publicado no Facebook e Twitter mostra um homem a ser brutalmente agredido por sete polícias numa rua em Paris, no sábado passado, perto da manifestação dos 'Coletes Amarelos'. O jornal francês Liberátion assegura que a filmagem é autêntica.

Um vídeo partilhado nas redes sociais Facebook e Twitter mostra um homem a ser espancado pelo corpo policial numa rua em Paris, que estaria a ser detido por alegadamente ter assaltado o supermercado Monoprix. As imagens foram partilhadas milhares de vezes nas redes sociais. Inicialmente três polícias batem e arrastam o homem pelo passeio, ao que se juntam outros quatro oficiais que pontapeiam e batem no alegado saqueador com um bastão. 

De acordo com vários internautas a cena passou-se na rue de Berri, no centro de Paris, no sábado por volta das 19:30. A equipa de verificação de factos do jornal francês Libération deslocou-se à rua e confirmou a autenticidade do vídeo através da presença de sangue no chão. 

De acordo com residentes locais, o indívíduo poderá tratar-se de um saqueador que terá participado num ato de pilhagem do supermercado Monoprix, a 50 metros do local. Uma moradora afirmou mesmo que "a detenção foi muito violenta". "Eu vi o jovem a correr. Penso que traria alguma coisa nos braços. E de repente a polícia começou a bater-lhe", contou  Eliane Wolff. 

Em declarações ao jornal francês, o diretor do supermercado, Abir Haddad, confirmou que a loja foi pilhada. Um residente local narrou também que por volta das 19:00 vários indivíduos entraram no supermercado, partiram montras e janelas de carros que estariam estacionados nas imediações. As forças policiais terão chegado por volta das 19:25. Num movimento súbito, um homem começou a correr e foi apanhado por dois polícias. 


Violência durante manifestação em Paris fez 133 feridos e 412 detidos pela polícia
A violência que ocorreu no sábado em Paris durante a manifestação dos "coletes amarelos" provocou 133 feridos e 412 pessoas foram detidas, das quais 378 ficaram sob custódia policial, segundo dados de hoje da polícia francesa.

A equipa de fact checking examinou ainda mais dois vídeos sobre o sucedido. De acordo com o jornal, a polícia levantou o indivíduo e empurraram-no contra a parede de uma loja de móveis. Segundo as filmagens, o indivíduo foi agredido na face, perto do sobrolho, o que poderá explicar as marcas de sangue na parede encontradas pelos jornalistas esta segunda-feira no local. 

No vídeo pode também ouvir-se os polícias mandarem calar o jovem. Uma outra testemunha local referiu que o rapaz não queria virar-se contra a parede e continuaria agarrado às grades da montra. Após alguns minutos os polícias algemaram o indivíduo. O jornal questionou as autoridades sobre o sucedido mas até ao momento não obteve resposta. 


Notícias relacionadas

"Coletes amarelos" não desistem e falam em "guerra civil"
Os confrontos entre “coletes amarelos” e a polícia começaram hoje cedo junto ao Arco do Triunfo, em Paris, com utilização de gás lacrimogéneo e canhões de água, mas os manifestantes dizem que, se for necessário, voltarão no próximo sábado.