Escolha as suas informações

Vídeo. França tenta salvar Beluga avistada no Sena perto de Paris
Mundo 2 min. 05.08.2022
Baleia

Vídeo. França tenta salvar Beluga avistada no Sena perto de Paris

Beluga
Baleia

Vídeo. França tenta salvar Beluga avistada no Sena perto de Paris

Beluga
Foto: PA Wire (Cargolux/WDC)
Mundo 2 min. 05.08.2022
Baleia

Vídeo. França tenta salvar Beluga avistada no Sena perto de Paris

Redação
Redação
As autoridades francesas montaram uma grande operação de salvamento para que o animal, que tem o seu habitat nas águas geladas do Ártico, possa regressar à sua zona de origem.

Uma beluga, que foi vista no início desta semana no rio Sena, a mais de 70 km de Paris, continua a sua "viagem" por França, tendo sido avistada esta quinta-feira perto da barragem de Gaillon, na Normandia.

As autoridades francesas montaram entretanto uma grande operação de salvamento para que esta baleia branca, que tem o seu habitat nas águas geladas do Ártico, possa regressar à sua zona de origem. 

"Do meu posto, vi-a [a beluga] por volta das 10h30 perto da central hidroelétrica de Port-Mort. É bastante extraordinário e surpreendente ver aqui tal animal", afirmou, citado pelo site do semanário L'Impartial, Anicet Sébéloué, responsável por uma das zonas da barragem.

Uma equipa da ONG Sea Shepherd ajuda a monitorizar o animal.
Uma equipa da ONG Sea Shepherd ajuda a monitorizar o animal.
Foto: AFP

Sébéloué acrescentou ainda que o pessoal da Voies Navigables de France (Vias Navegáveis de França), que gere a barragem, pôde observar a baleia branca ao nível dos cais da barragem, perto das passagens de peixes. "É aqui que deve ter mais oxigénio e a oportunidade de se alimentar", disse ao mesmo órgão informativo, Anthony, outro vigilante da barragem. 

As autoridades francesas responsáveis pelo controlo e tratamento animal, chegaram entretanto ao local, depois da autarquia de Eure ter emitido uma declaração confirmando a presença da beluga nas proximidades de Gaillon. 

Com o apoio de um helicóptero, foram desenvolvidas as operações para monitorizar o estado do animal, que envolveram cerca de 40 pessoas, entre  gendarmes, bombeiros e cientistas.


Belugas transportadas pela Cargolux há um ano já estão em "casa"
As duas belugas que a Cargolux transportou em 2019, da China para a Islândia, já estão em mar aberto à espera da derradeira liberdade.

O objetivo foi determinar o estado de saúde da beluga e como fazer para permitir o regresso ao seu habitat natural. No entanto, as equipas não tinham, até ontem à noite, sido bem sucedidas em reencaminhar o animal para o mar.

Em maio, uma orca foi encontrada morta no estuário do Sena. O animal foi encontrado com uma bala no corpo e a organização Sea Shepherd ofereceu uma recompensa de 10.000 euros a qualquer pessoa que conseguisse identificar quem disparou contra o cetáceo. 

Os peritos chegaram a atribuir a inanição (um estado de fraqueza causado pelo facto de o animal ter deixado de comer) como a causa da morte, mas a descoberta de uma bala no pescoço do mamífero marinho veio baralhar as conclusões. 

Os investigadores não conseguiram apurar a data em que a bala ficou alojada no corpo do animal. "Pode ter sido uma ferida sofrida pelo animal algumas semanas ou mesmo meses antes [do óbito]", de acordo com os peritos. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.