Escolha as suas informações

Ursula von der Leyen apresenta plano para a Comissão Europeia nos próximos 15 dias
Mundo 04.07.2019

Ursula von der Leyen apresenta plano para a Comissão Europeia nos próximos 15 dias

Ursula von der Leyen apresenta plano para a Comissão Europeia nos próximos 15 dias

Foto: AFP
Mundo 04.07.2019

Ursula von der Leyen apresenta plano para a Comissão Europeia nos próximos 15 dias

Von der Leyen deverá entrar em funções funções a 1 de novembro, um dia depois de o Reino Unido sair da UE.

A ministra da Defesa alemã, Ursula von der Leyen, nomeada para substituir Jean-Claude Juncker à frente da Comissão Europeia deverá apresentar os seus planos nos próximos 15 dias.

A agência noticiosa AFP explica que o nome de Ursula von der Leyen – que foi ministra de Angela Merkel durante 14 anos – ainda tem de ser aprovado pelo Parlamento Europeu, votação que está agendada para meio de julho.

Von der Leyen não desperdiçou tempo e já começou a operação de charme junto dos deputados do Parlamento Europeu. Na quarta-feira deslocou-se a Estrasburgo para conversações com o PPE, a sua família política, menos de 24 horas depois de ter sido nomeada.

“Aqui é onde bate o coração da democracia”, afirmou, citada pela AFP, e depois de uma conversa breve com o recém-eleito presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli.

Uma vez aprovada como a presidente da Comissão, Ursula von der Leyen será a primeira mulher a desempenhar este cargo e terá de lidar com vários desafios, entre os quais as alterções climáticas, o Brexit, o populismo, entre outros. Von der Leyen deverá entrar em funções funções a 1 de novembro, um dia depois de o Reino Unido sair da UE.

Aquela que deverá ser a nova presidente tem defendido uma integração mais forte da UE, apelando à criação dos Estados Unidos da Europa. Depois de uma campanha “longa e difícil” para as eleições europeias, é “crucial mostrar a unidade e a paixão comum pela Europa, que é tão importante neste mundo e precisa tanto de ser ouvida, como vista”, afirmou von der Leyen.



Notícias relacionadas

Parlamento Europeu vota nome de Von der Leyen na terça-feira
A ainda ministra da Defesa alemã necessita de obter uma maioria absoluta na votação agendada para a próxima terça-feira - metade dos eurodeputados mais um (376) – para ser presidente da Comissão Europeia, mas após a ronda de consultas com as famílias políticas a sua nomeação não é dada como certa.