Escolha as suas informações

União Europeia poderá adiar prazo do Brexit até julho
Theresa May tem encontrado grandes dificuldades em fazer aprovar no parlamento britânico o acordo alcançado com os responsáveis europeus.

União Europeia poderá adiar prazo do Brexit até julho

Foto: AFP
Theresa May tem encontrado grandes dificuldades em fazer aprovar no parlamento britânico o acordo alcançado com os responsáveis europeus.
Mundo 13.01.2019

União Europeia poderá adiar prazo do Brexit até julho

Um alto responsável da UE disse que o adiamento é possível mas vai criar complicações pois nesse caso o Reino Unido tem que manter deputados no novo Parlamento Europeu, eleito em Maio.

A União Europeia poderá prolongar o prazo para a concretização do Brexit, marcado para 29 de março, pelo menos até julho, noticia este domingo o jornal britânico 'The Guardian', citando fontes europeias.

A instabilidade interna no Reino Unido, onde a primeira-ministra Theresa May tem encontrado grandes dificuldades em fazer aprovar no parlamento britânico o acordo alcançado com os responsáveis europeus, torna improvável que o país consiga cumprir o prazo, pelo que a UE está disposta a prolongá-lo até julho através de uma "extensão técnica" da data limite.

"Se Theresa May continuar no cargo e nos informar de que precisa de mais tempo para aprovar o acordo no parlamento, será oferecida uma prorrogação técnica até julho", disse ao 'The Guardian' um alto funcionário da União Europeia.

O prazo poderá ser, posteriormente, alargado ainda mais no caso de haver eleições antecipadas ou um segundo referendo no Reino Unido.

No caso de a União Europeia receber um pedido por parte do Reino Unido para prolongar o prazo — cenário altamente provável nos corredores de Bruxelas —, será convocado um Conselho Europeu extraordinário para discutir o assunto.

A complicar as contas estão as eleições para o Parlamento Europeu, em maio. É que o novo parlamento vai reunir-se pela primeira vez em julho e é preciso saber se o Reino Unido ainda é ou não um Estado-membro da União Europeia.

Um dos grandes obstáculos ao acordo continua a ser a fronteira entre a Irlanda e a Irlanda do Norte. Para segunda-feira é esperada a publicação de uma carta da Comissão Europeia sobre o assunto, na qual serão dadas novas garantias na expectativa de ajudar os deputados britânicos a aceitar o acordo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas