Escolha as suas informações

Ucrânia: UE exige de Moscovo o fim do apoio aos separatistas pró-russos
Mundo 24.01.2015

Ucrânia: UE exige de Moscovo o fim do apoio aos separatistas pró-russos

Ucrânia: UE exige de Moscovo o fim do apoio aos separatistas pró-russos

AFP
Mundo 24.01.2015

Ucrânia: UE exige de Moscovo o fim do apoio aos separatistas pró-russos

A União Europeia (UE) exigiu de Moscovo, na sexta-feira, o fim do apoio do Governo russo aos separatistas pró-russos do leste da Ucrânia, depois de estes últimos terem anunciado uma grande ofensiva contra as forças de Kiev.

A União Europeia (UE) exigiu de Moscovo, na sexta-feira, o fim do apoio do Governo russo aos separatistas pró-russos do leste da Ucrânia, depois de estes últimos terem anunciado uma grande ofensiva contra as forças de Kiev.

"O tempo urge", alertou a representante da diplomacia europeia, Federica Mogherini, em comunicado.

"A escalada nos combates causou muitas vítimas civis", afirmou, um dia depois que os rebeldes tomaram o aeroporto de Donetsk (leste) e da morte de oito civis num autocarro, vítimas de um projéctil.

"Pedimos à Rússia que assuma plenamente as suas responsabilidades", declarou Federica Mogherini, exigindo o fim das hostilidades, a retirada imediata das armas pesadas e o respeito dos acordos de Minsk, assinados em Setembro de 2014 para encontrar uma saída pacífica para o conflito.

A representante da diplomacia europeia denunciou os maus-tratos aos militares ucranianos capturados, que contrariam as convenções internacionais.

Na sexta-feira, os separatistas pró-russos anunciaram que vão realizar uma grande ofensiva para controlar mais territórios no leste da Ucrânia e rejeitaram uma nova trégua com as autoridades de Kiev, declarou o "presidente" da autoproclamada república de Donetsk, Alexandre Zakharchenko.


Notícias relacionadas