Escolha as suas informações

Turquia envia mais 500 soldados para o norte da Síria
Mundo 2 min. 26.12.2016 Do nosso arquivo online
Conflito armado

Turquia envia mais 500 soldados para o norte da Síria

Conflito armado

Turquia envia mais 500 soldados para o norte da Síria

Foto: AFP
Mundo 2 min. 26.12.2016 Do nosso arquivo online
Conflito armado

Turquia envia mais 500 soldados para o norte da Síria

O Exército turco enviou 500 efetivos das forças especiais para a Síria, integrados na campanha contra o grupo extremista Estado Islâmico na cidade de Al Bab, no norte do país, noticia hoje o jornal Yeni Safak, de Ancara.

O Exército turco enviou 500 efetivos das forças especiais para a Síria, integrados na campanha contra o grupo extremista Estado Islâmico na cidade de Al Bab, no norte do país, noticia hoje o jornal Yeni Safak, de Ancara.

De acordo com o jornal, o envio do contingente de 500 homens aumenta para cerca de 1.100 o número de efetivos da Turquia no norte do território sírio.

Por outro lado, o grupo oposicionista Exército Livre da Síria, que luta ao lado das tropas turcas no norte do país, enviou par Al Bab mais de 1.400 combatentes que se encontravam na cidade de Alepo, reconquistada pelo exército regular de Damasco.

No final de agosto, o Exército turco lançou a operação “Escudo do Eufrates” contra o Estado Islâmico e os grupos de combatentes curdos, na zona da fronteira entre a Turquia e a Síria.

De acordo com a mesma notícia, publicada no Yeni Safak, além dos 500 soldados, a Turquia enviou para o norte da Síria “vários tanques e veículos blindados”.

Até ao momento, morreram 37 soldados turcos durante a operação “Escudo do Eufrates”, 16 dos quais na quarta-feira da semana passada.

As mortes ocorridas no dia 22 de dezembro e a transmissão de uma gravação vídeo do Estado Islâmico que mostra, supostamente, soldados turcos a serem queimados vivos pressionaram o governo de Ancara a reforçar o contingente militar em Al Bab, bastião dos extremistas islâmicos na zona.

No sábado, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse que a batalha para o controlo de Al Bab está “praticamente no final” adiantando que as forças turcas também estão envolvidas na reconquista da cidade síria de Minbej, na mesma região, onde se encontram milícia curdas apoiadas pelos Estados Unidos.

O apoio de Washington aos grupos curdos que combatem o Estado Islâmico na Síria já provocou o protesto de Ancara que os aponta como organizações terroristas responsáveis pela “rebelião” na Turquia.

Entretanto, fontes oficiais turcas acusaram hoje o Estado Islâmico de ter abatido, pelo menos, trinta civis que procuravam abandonar a cidade de Al Bab.

“Pelo menos trinta civis que procuravam refúgio foram mortos ontem [domingo] durante um ataque da organização terrorista Estado Islâmico”, acusou o Estado-Maior da Turquia citado pela agência de notícia governamental, Anadolu.

O ataque atribuído ao Estado Islâmico ainda não foi confirmado por entidades independentes.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Três caças F-16 da força aérea turca bombardearam esta madrugada várias posições do grupo estado islâmico em território sírio, depois de um confronto entre o exército turco e os ‘jihadistas’ na fronteira, anunciou o gabinete do primeiro-ministro turco.