Escolha as suas informações

OMS alerta para "tsunami de casos". Omicron faz disparar recordes em todo o mundo
Mundo 3 min. 29.12.2021 Do nosso arquivo online
Covid-19

OMS alerta para "tsunami de casos". Omicron faz disparar recordes em todo o mundo

A maioria das novas infeções concentra-se na Europa, onde vários países têm registado novos recordes de casos diários.
Covid-19

OMS alerta para "tsunami de casos". Omicron faz disparar recordes em todo o mundo

A maioria das novas infeções concentra-se na Europa, onde vários países têm registado novos recordes de casos diários.
Foto: AFP
Mundo 3 min. 29.12.2021 Do nosso arquivo online
Covid-19

OMS alerta para "tsunami de casos". Omicron faz disparar recordes em todo o mundo

Tiago RODRIGUES
Tiago RODRIGUES
É um autêntico "tsunami de casos" de covid-19 em todo o mundo. Os números diários de novas infeções têm batido recordes em vários países nos últimos dias, incluindo em Portugal. A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta para um risco "muito elevado" da variante Omicron, altamente contagiosa.

Uma média de mais de 935 mil casos de covid-19 foram detetados diariamente entre 22 e 28 de dezembro, um número recorde, o que representa um aumento de 37% em relação à semana anterior, de acordo com uma contagem da agência AFP com base em dados oficiais.


Mundo bate recorde de casos de covid-19
Segundo a contagem da AFP, os dados da última semana são os mais elevados desde o início da pandemia.

Com 6.550.000 casos registados na última semana, o vírus circula atualmente a um ritmo sem precedentes, significativamente superior ao recorde anterior estabelecido entre 23 e 29 de abril, quando foram registados 817 mil casos diários.  

O diretor-geral da OMS,  Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou esta quarta-feira, numa videoconferência de imprensa, para um "tsunami de casos" de infeção com o coronavírus devido à circulação em simultâneo das variantes Delta e Omicron, a mais transmissível.

Segundo o dirigente, as infeções com a variante Omicron atingiram "números recorde", colocando sob "pressão sistemas de saúde".


Estes testes são mais suscetíveis de mostrar um resultado negativo apesar da infeção - os chamados "falsos negativos" - se uma pessoa estiver infetada com a Omicron.
Testes de antigénio são menos sensíveis à Omicron, dizem autoridades americanas
Estes testes são mais suscetíveis de mostrar um resultado negativo apesar da infeção - os chamados "falsos negativos" - se uma pessoa estiver infetada com a Omicron.

Tedros Adhanom Ghebreyesus reiterou que, face ao rápido avanço da Omicron, é preciso continuar com as campanhas de vacinação, priorizando as pessoas mais vulneráveis que ainda não estão vacinadas, e com as medidas de saúde pública, para evitar o colapso dos sistemas e se possam "manter abertas as sociedades". 

A maioria das novas infeções - em contínuo aumento a nível mundial desde meados de outubro - concentra-se na Europa, onde vários países têm registado novos recordes de casos diários.

Recordes em Portugal, França, Reino Unido, Dinamarca e Estados Unidos

Portugal voltou a bater um novo recorde de infeções diárias esta quarta-feira, com 26.867 novos casos - quase mais 10 mil do que o número registado ontem, 17.172, que também tinha batido o recorde do dia com mais casos até então.


Mais de 26 mil novas infeções. Portugal volta a bater recorde de casos em 24 horas
Omicron faz disparar novas infeções no país, que pode atingir os 37 mil casos diários na primeira semana de janeiro, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido.

Em França, foram registados 208 mil novos casos nas últimas 24 horas, pouco menos do que nos Estados Unidos, que na terça-feira registaram um recorde de 265.427 novos casos diários, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

A Dinamarca, que é atualmente o país com mais casos novos de covid-19 em relação à sua população, também bateu o recorde esta quarta-feira, com 23.228 novas infeções em 24 horas.

Um pico de infecções foi também atingido no Reino Unido na terça-feira: quase 130 mil casos em Inglaterra e no País de Gales. O país lançou uma campanha de reforço maciço que já fez com que quase 57% das pessoas com mais de 12 anos recebessem uma dose de reforço da vacina.


O ministro da Saúde, Olivier Veran, alerta para uma "onda gigantesca" de casos em França.
França com novo recorde diário de casos. País regista mais de 200 mil novas infeções
A França voltou a bater esta quarta-feira um novo recorde de infeções por covid-19, ultrapassando pela primeira vez o limiar dos 200 mil casos.

A Espanha e a Grécia também registaram uma explosão de infeções. A Argentina viu uma propagação dramática do vírus, com quase 34 mil novas infecções nas últimas 24 horas, mais 10 mil do que no dia anterior e seis vezes mais do que há uma semana.

Até agora, a explosão da pandemia não resultou num aumento global de mortes, que têm vindo a diminuir nas últimas três semanas em todo o mundo. 

As autoridades sanitárias dos EUA alertaram esta quarta-feira que os testes rápidos de antigénio para a covid-19 são menos sensíveis à variante Omicron do que em relação às variantes anteriores e, portanto, potencialmente menos fiáveis.

A covid-19 provocou mais de 5,41 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse. Mais de 282 milhões de casos foram oficialmente registados em todo o mundo.

Com Lusa e AFP

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas