Escolha as suas informações

Trump renova sanções contra a Coreia do Norte

Trump renova sanções contra a Coreia do Norte

Foto: AFP
Mundo 23.06.2018

Trump renova sanções contra a Coreia do Norte

Dez dias depois da cimeira com Kim Jong-un, o presidente dos Estados Unidos mantém a ideia de que os norte-coreanos representam uma ameaça contra a segurança nacional.

Há dez dias reuniram-se em Singapura, conversaram, apertaram as mãos e assinaram um documento para a desnuclearização na península coreana, mas Donald Trump anunciou a renovação das sanções contra a Coreia do Norte de Kim Jong-un por considerar que continua a representar uma ameaça contra a segurança nacional.

"As ações e políticas do governo da Coreia do Norte, incluindo a sua procura por programas nucleares e de mísseis, continuam a constituir uma ameaça extraordinária para os Estados Unidos", lê-se num comunicado emitido pela Casa Branca. 

Com esta justificação, Trump renovou as sanções económicas e políticas contra o regime de Pyongyang, situação que irá prolongar-se durante pelo menos um ano.

Recorde-se que, no passado dia 13, o dia seguinte à cimeira com o líder norte-coreano, Donald Trump escrevera na rede social Twitter que já não existia uma ameaça nuclear na Coreia do Norte, tendo mesmo dado ordens para cancelar os exercícios militares com a Coreia do Sul para os próximos meses. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas