Escolha as suas informações

Trump e Kim assinam documento "histórico"

Trump e Kim assinam documento "histórico"

Foto: AFP
Mundo 5 12.06.2018

Trump e Kim assinam documento "histórico"

Desnuclearização "vai avançar rapidamente". Presidente dos Estados Unidos e líder norte-coreano concretizam a tão esperada reunião em Singapura.

O histórico encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un em Singapura "está a correr melhor do que alguém podia esperar", segundo afirmou o presidente norte-americano, antes de assinar um documento "histórico" com o líder norte-coreano em que se estabelece uma oferta de segurança como nunca houve a Pyongyang em troca da desnuclearização que "vai avançar rapidamente".

Além do forte aperto de mão que trocaram, Trump e Kim foram vistos a caminhar lado a lado no local da reunião, um resort de luxo da ilha de Sentosa.

Segundo as agências internacionais, o encontro em que estiveram apenas acompanhados por tradutores prolongou-se por cerca de 40 minutos. Mais tarde, membros de apoio dos dois lados juntaram-se e, em seguida, realizou-se um almoço de trabalho entre as duas delegações.

Entretanto, o próprio Trump revelou que Larry Kudlow, seu principal conselheiro económico, sofreu um ataque cardíaco e teve de ser hospitalizado.

Recorde-se que a cimeira esteve em risco de não se realizar, após amarga troca de ameaças entre EUA e Coreia do Norte. Trump cancelou mesmo o encontro, mas voltou atrás após sinais norte-coreanos de que se mantinha o interesse na reunião.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

ONU apoia realização de encontro Trump-Kim
O secretário-geral da ONU, António Guterres, manifestou hoje o seu apoio à realização de um encontro entre os líderes dos Estados Unidos e da Coreia do Norte e elogiou “a visão de todos os envolvidos” no diálogo.
Através do seu porta-voz, o secretário-geral da ONU, António Guterres, diz estar "confiante"