Escolha as suas informações

Trump diz que Estados Unidos já passaram o pico da pandemia
Mundo 16.04.2020

Trump diz que Estados Unidos já passaram o pico da pandemia

Trump diz que Estados Unidos já passaram o pico da pandemia

Foto: AFP
Mundo 16.04.2020

Trump diz que Estados Unidos já passaram o pico da pandemia

Redação
Redação
Nas últimas 24 horas o país registou 2.569 mortos por covid-19, o balanço diário mais elevado contabilizado até agora por um país.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou esta quinta-feira, 15 de abril, que os dados indicam que o país já passou o pico da pandemia da covid-19, permitindo avançar com os seus planos para "reabrir" a economia.

"A batalha continua, mas os dados sugerem que, em todo o país, passámos o pico de novos casos", salientou o presidente dos Estados Unidos.

Trump considera que os últimos dados divulgados sobre a pandemia nos Estados Unidos são "encorajadores", pondo a administração "numa posição muito forte para finalizar as orientações aos estados para reabrirem o país".


Covid-19. Trump manda cortar contribuição dos EUA para a OMS
No meio da pandemia, o Presidente dos EUA mandou cortar os fundos à organização internacional que tem liderado a luta contra o coronavírus. O ocupante da Casa Branca afirma que a Organização Mundial de Saúde geriu mal a crise pandémica.

Essas orientações serão divulgadas na Casa Branca, hoje, e, de acordo com a agência de notícias norte-americana Associated Press, prevê-se que as orientações abram caminho a um relaxamento nas regras de distanciamento social em áreas do país onde há uma baixa transmissão do novo coronavírus, ao mesmo tempo que se devem manter nas zonas mais afetadas pela pandemia.

Em três semanas os Estados Unidos registaram 17 milhões de novos desempregados.

"Vamos reabrir estados, alguns muito mais cedo que outros. Alguns estados poderão reabrir antes de 01 de maio", antecipou Donald Trump, na conferência diária.

Os Estados Unidos são o país do mundo com mais mortos mais casos de infeção confirmados por covid-19.

Apesar dos dados "encorajadores" citados pelo presidente americano, foram registados 2.569 mortos nas últimas 24 horas devido ao novo coronavírus, o balanço diário mais elevado contabilizado até agora por um país, indicou a Universidade Johns Hopkins.

Este número eleva para 28.326 o número total de vítimas mortais.

No dia anterior, os Estados Unidos tinham registado 2.228 óbitos causados pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) e identificado mais de 637 mil contágios.

A pandemia de covid-19, causada pelo novo coronavírus detetado em dezembro passado na China, já causou mais de 133 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 436 mil doentes foram considerados curados.

com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Trump ordena testes diários na Casa Branca
O Presidente dos indicou que os testes ao coronavírus para o novo coronavírus aos funcionários internos da Casa Branca fossem feitos diariamente, em vez de semanalmente, como vinha a ser feito até agora. A medida foi tomada depois de assistente pessoal de Trump ter dado positivo à covid-19.