Escolha as suas informações

Trump desvaloriza o segundo caso de covid-19 na Casa Branca
Mundo 2 min. 09.05.2020 Do nosso arquivo online

Trump desvaloriza o segundo caso de covid-19 na Casa Branca

Trump desvaloriza o segundo caso de covid-19 na Casa Branca

Foto: AFP
Mundo 2 min. 09.05.2020 Do nosso arquivo online

Trump desvaloriza o segundo caso de covid-19 na Casa Branca

Lusa
Lusa
Os Estados Unidos registaram 1.635 mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para mais de 75 mil o número total de óbitos desde o início da epidemia no país, foi este sábado anunciado.

 O Presidente dos Estados Unidos desvalorizou os dois casos de funcionários da Casa Branca que, esta semana, testaram positivo para o novo coronavírus.

Donald Trump afirmou que "não estava preocupado", mas responsáveis do complexo da Casa Branca disseram que os protocolos de segurança sanitária estavam a ser reforçados.

Na sexta-feira, a Casa Branca anunciou que Katie Miller, porta-voz do vice-Presidente norte-americano, Mike Pence, testou positivo para o novo coronavírus. Um dia antes, foi confirmado que um membro do exército que trabalha como motorista de Trump tinha também recebido uma análise positiva.

Um dia antes, o teste de Katie Miller tinha sido negativo.

"É por isso que todo o conceito dos testes não é necessariamente ótimo", disse Trump. "Os testes são perfeitos, mas alguma coisa pode acontecer entre um teste em tudo que está bem e depois alguma coisa acontece", indicou.

A Casa Branca mede a temperatura de todos os funcionários sempre que entram no complexo, encoraja o distanciamento social entre os trabalhadores e efetua limpezas rigorosas diárias dos espaços de trabalho. Qualquer pessoa que mantenha um contacto próximo com o Presidente e o vice-Presidente é testada diariamenta para a covid-19.

Na quinta-feira, Pence indicou que ia passar a fazer testes diários, tal como Trump.

Mais 1.635 mortos em 24 horas

Os Estados Unidos registaram 1.635 mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para mais de 75 mil o número total de óbitos desde o início da epidemia no país, foi este sábado anunciado.

As autoridades norte-americanas contabilizaram também mais de 1,28 milhões de casos diagnosticados da covid-19, entre as 20:30 de sexta-feira (02:30 de sábado no Luxemburgo) e a mesma hora na véspera, de acordo com a Universidade Johns Hopkins, que atualiza os dados em permanência.

Mais 29.079 novos casos da covid-19 foram identificados nas últimas 24 horas, enquanto cerca de 200 mil pessoas foram declaradas curadas, indicou a universidade norte-americana.

Os balanços diários nos Estados Unidos mantêm-se desde 01 de abril acima dos mil mortos.

Os Estados Unidos são de longe o país mais atingido pela covid-19, quer em número de mortos, como em casos diagnosticados, segundo dados oficiais.

Os Estados Unidos registaram mais de 75 mil mortos e mais de 1,28 milhões de casos da covid-19 desde o início da epidemia no país.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Trump ordena testes diários na Casa Branca
O Presidente dos indicou que os testes ao coronavírus para o novo coronavírus aos funcionários internos da Casa Branca fossem feitos diariamente, em vez de semanalmente, como vinha a ser feito até agora. A medida foi tomada depois de assistente pessoal de Trump ter dado positivo à covid-19.