Escolha as suas informações

Texas. Vaga de frio sem precedentes deixa população sem aquecimento e água potável
Mundo 15 3 min. 18.02.2021

Texas. Vaga de frio sem precedentes deixa população sem aquecimento e água potável

Texas. Vaga de frio sem precedentes deixa população sem aquecimento e água potável

Foto: AFP
Mundo 15 3 min. 18.02.2021

Texas. Vaga de frio sem precedentes deixa população sem aquecimento e água potável

Pelo menos 31 pessoas morreram nos últimos dias por causa do frio extremo que se tem registado no sul dos EUA, onde o Texas é o estado mais afetado.

A vaga de frio que está a assolar o Texas levou a cortes de energia e deixou os residentes sem aquecimento. 

Com apagões generalizados no estado americano, há vários dias seguidos, quase sete milhões de pessoas foram aconselhadas a ferver a água da torneira antes de a consumirem, uma vez que as tempestades de neve que têm acompanhado as temperaturas negativas inéditas, com valores que chegaram a cerca de -20ºC, no início da semana, provocaram rebentamentos de canos e cortes de energia nas instalações de tratamento.

Esta quinta-feira, seis dos 254 condados do Texas estavam sem qualquer acesso a energia e nos restantes, pelo menos, 30% a 60% das casas não tinham eletricidade.    

 As igrejas estão a ser utilizadas como "centros de aquecimento" para ajudar a abrigar alguns dos mais vulneráveis, ao mesmo tempo que fornecem água engarrafada aos residentes, noticia a BBC, que dá conta de que, além do problema com as estações de tratamento - que obriga a ferver a água da torneira antes de a consumir - soma-se a impossibilidade de a ferver, uma vez que não há fontes de energia para a aquecer.

Numa região habituada a temperaturas quentes e sem casas preparadas para o frio glaciar que se faz sentir, a população tem recorrido ao improviso, desde sair das casas para os carros para usar o aquecimento das viaturas, a vestir roupa para neve dentro das próprias habitações, passando por acender lareiras ou fazer fogueiras, o que já provocou algumas mortes. 

Na zona da cidade de Houston, uma família morreu devido à inalação de monóxido de carbono do tubo de escape do carro na garagem onde se tentava aquecer, uma outra faleceu depois de as chamas se terem espalhado a partir da lareira na sala de estar e outras quatro, acrescentam os media locais, morreram na sequência de um incêndio provocado por velas.

A polícia reportou também que encontrou dois homens mortos na autoestrada de Houston, que não terão resistido ao frio.

Governador do Texas culpa energias renováveis pelos apagões

O governador do Texas, assim como outros republicanos daquele estado, atribuiu a culpa pelos apagões às energias renováveis, afirmando, numa entrevista, esta terça-feira à Fox News, que o colapso foi causado pela falha no fornecimento de energia eólica e solar.

"Isto mostra como o Green New Deal seria um acordo mortal para os Estados Unidos da América", afirmou antes de pedir o "encerramento" da energia solar e eólica que acusou de "empurrar o Texas para uma situação de falta de energia".

Greg Abbott acabou por voltar atrás nesses comentários e admitir que todas as fontes de energia no Texas tinham sido "comprometidas".

As concessionárias elétricas dos estados de Minnesota, Texas e Mississippi, entre outras, provocaram apagões repetidos para aliviar a carga sobre as redes de energia que se esforçavam para atender à elevada procura de aquecimento e eletricidade.

Quase três milhões de clientes ficaram sem energia no Texas, Louisiana e Mississippi e mais de 200.000 pessoas foram afetadas pelos cortes de eletricidade em quatro estados da região do oeste, assim como outras tantas no noroeste do Pacífico, de acordo com as autoridades que rastreiam relatórios de interrupções de serviços públicos.

Os mais graves cortes de energia aconteceram no Texas, onde as autoridades solicitaram 60 geradores da Agência Federal de Gestão de Emergências, que foram prioritariamente atribuídos a hospitais e lares de idosos.

A agência de gestão da rede de energia do Texas informou que o abastecimento de eletricidade foi restaurado para 600.000 casas e empresas na noite de terça-feira, mas que 2,7 milhões de famílias ainda estão sem energia.

O governador Greg Abbott disse entretanto que já tinha sido restaurada a eletricidade a 1,2 milhões de texanos e que em breve ela chegaria a mais pessoas.

O Presidente americano Joe Biden aprovou a declaração de estado de emergência para o Texas e o governador assinou uma ordem executiva que impede qualquer gás natural ali produzido de ser exportado para fora do estado até, pelo menos, 21 de fevereiro.

Pelo menos 31 pessoas morreram nos últimos dias por causa do frio extremo que se tem registado no sul dos EUA e as temperaturas muito baixas deverão continuar mais algumas semanas.

Com agências

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Os cortes de energia no Texas afetam agora menos de um milhão de pessoas, após as redes terem colapsado em várias regiões dos Estados Unidos devido ao frio intenso, que já provocou a morte de pelo menos 30 pessoas.
AUSTIN, TEXAS