Escolha as suas informações

Teerão: Rússia e Irão condenam ataque dos EUA à Síria
Mundo 2 min. 07.04.2017

Teerão: Rússia e Irão condenam ataque dos EUA à Síria

Teerão: Rússia e Irão condenam ataque dos EUA à Síria

Foto: REUTERS
Mundo 2 min. 07.04.2017

Teerão: Rússia e Irão condenam ataque dos EUA à Síria

O Presidente russo classificou hoje o ataque dos Estados Unidos contra uma base síria como "uma agressão" com um “pretexto inventado”, e disse que a ação de Washington prejudica as relações entre os dois países. Também o Governo de Teerão condenou o ataque dos EUA.

O Presidente russo classificou hoje o ataque dos Estados Unidos contra uma base síria como "uma agressão" com um “pretexto inventado”, e disse que a ação de Washington prejudica as relações entre os dois países. Também o Governo de Teerão condenou o ataque dos EUA.

Vladimir Putin “considera que os ataques norte-americanos na Síria são uma agressão contra um Estado soberano e uma violação do direito internacional, já que aconteceram sob um pretexto inventado”, disse à imprensa o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

O Presidente russo “vê nos ataques uma intenção por parte dos Estados Unidos de desviar a atenção da comunidade internacional das múltiplas vítimas entre a população civil no Iraque”, onde as tropas norte-americanas lideram uma operação militar contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI), acrescentou o porta-voz.

Os Estados Unidos lançaram na quinta-feira um ataque com "59 mísseis" contra a base aérea de Shayrat, que está "associada ao programa" sírio de armas químicas e "diretamente ligada" aos "horríveis acontecimentos" de terça-feira, de acordo com um responsável da Casa Branca.

Pelo menos 86 pessoas morreram na terça-feira na localidade Khan Cheikhun, na província rebelde de Idleb, no noroeste da Síria.

De acordo com o governador de Homs, onde se situa a base de Shayrat, morreram cinco pessoas no bombardeamento norte-americano.

Irão condena vigorosamente bombardeamentos

O Irão condenou “vigorosamente” os bombardeamentos norte-americanos, de madrugada, contra a base aérea síria de Al-Chaayrate, disse um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Teerão, Baharam Ghassem.

“Nós condenamos qualquer ação unilateral e o ataque contra a base aérea de Al-Chaayrate sob o pretexto de um suposto ataque químico, terça-feira, em Khan Cheikhoun”, disse o porta-voz citado pela agência Fars.

O ataque químico contra Khan Cheikoun fez pelo menos 86 mortos.

O governador da província síria de Homs, no centro do país, disse hoje que o ataque dos Estados Unidos contra uma base militar matou três soldados e dois civis.

Em declarações à agência noticiosa Associated Press (AP), Talal Barazi disse também que sete pessoas ficaram feridas.

Na sequência do ataque, deflagrou um incêndio na base, que ficou a arder durante mais de uma hora.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH, oposição), com sede em Londres, disse que o ataque matou quatro soldados, incluindo um general.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Síria: Portugal defende posição da ONU e da UE
Portugal "compreende" os aliados que actuam em retaliação a "crimes de guerra" disse hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros referindo-se ao bombardeamento norte-americano contra a Síria sublinhando que são precisas posições unidas da ONU e da União Europeia (UE).
Augusto Santos Silva, MNE Portugal