Escolha as suas informações

Suspeito de ataque terrorista na Ponte de Londres foi morto pela polícia
Mundo 3 min. 29.11.2019

Suspeito de ataque terrorista na Ponte de Londres foi morto pela polícia

Suspeito de ataque terrorista na Ponte de Londres foi morto pela polícia

AFP
Mundo 3 min. 29.11.2019

Suspeito de ataque terrorista na Ponte de Londres foi morto pela polícia

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
O suspeito do ataque que hoje fez cinco feridos na Ponte de Londres usava um colete de explosivos falso e foi morto pela polícia no local.

O ataque, perpetrado com uma arma branca, “é considerado um incidente terrorista”, disse um comandante da polícia antiterrorista, Neil Basu, à imprensa.

"Como seria de esperar dada a natureza do incidente, respondemos como se fosse um caso de natureza terrorista. Estou agora em posição de confirmar que foi declarado um incidente terrorista", disse Neil Basu, à porta da sede da polícia, em Londres, lembrando que continua em aberto o motivo do ataque. "Seria inapropriado especular mais neste momento".

Basu adiantou ainda que, no momento em que a polícia chegou ao local, o suspeito parecia ter algum tipo de engenho explosivo. No entanto, mais tarde foi possível verificar que o engenho era falso.

"Posso confirmar neste momento que aquilo que acreditávamos ser um engenho explosivo preso ao corpo do suspeito é um engenho falso. As autoridades continuam a realizar buscas na área para confirmar que não há nenhuma ameaça para o público", disse.

O responsável confirmou que um suspeito foi abatido na ponte pela polícia e que morreu no local. A polícia não confirmou ainda o número de pessoas feridas nem o grau dos ferimentos, esclarecendo que voltará a prestar declarações logo que surjam mais informações.

"A área vai continuar cercada por mais algum tempo e peço às pessoas que evitem a zona", informou Neil Basu, acrescentando que será "aumentado o número de patrulhas da polícia tanto na cidade como no país".

O presidente da Câmara de Londres, Sadiq Khan, também referiu que algumas pessoas ficaram feridas no ataque, "algumas com gravidade”. “Vamos manter-nos unidos e determinados face ao terrorismo. Aqueles que nos querem atacar e dividir nunca terão êxito”, acrescentou em conferência de imprensa mais tarde, apelando aos londrinos para estarem vigilantes.

O ‘mayor’ da capital do Reino Unido elogiou o “heroísmo de cortar a respiração” de transeuntes que agiram no incidente, correndo para o suspeito num aparente esforço para o deter. Sadiq Khan disse ainda que a polícia não está à procura de mais nenhum suspeito.

As autoridades foram chamadas ao local na sequência de um esfaqueamento, informou a polícia na sua conta oficial do Twitter ao início da tarde, cerca das 14h.

Os serviços de emergência chegaram logo de seguida. No Twitter os serviços de ambulância de Londres falavam de “um grande incidente”.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram polícias armados a apontar armas a uma pessoa na ponte, e algumas testemunhas relataram ter ouvido tiros. A ponte está fechada e o trânsito está a ser desviado para estradas alternativas.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, já reagiu, também no Twitter, dizendo que está "a receber atualizações sobre o incidente" e agradecendo "à polícia e aos serviços de emergência pela resposta imediata".

Um jornalista da BBC no local relata ter ouvido tiros. O repórter estava a passar na ponte quando assistiu a uma "discussão", com "vários homens a atacar um homem".

"A polícia chegou rapidamente", tendo sido disparados tiros na sequência do incidente, relata o jornalista da BBC.

Em 2017 a Ponte de Londres foi palco de um ataque quando duas pessoas foram mortas num atentado de reivindicado por apoiantes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), e que prosseguiu em Borough Market, nos arredores, com mais vítimas.

Lusa


Notícias relacionadas

Um morto e cinco feridos em incidente na Ponte de Londres
A unidade de combate ao terrorismo está a investigar o incidente, que envolveu um ataque com arma branca e provocou cinco feridos. A imprensa britânica avança que a polícia matou um homem. As circunstâncias do incidente continuam por apurar.
29.11.2019, Großbritannien, London: Polizei am Tatort eines Vorfalls auf der London Bridge im Zentrum Londons.  Britischen Medien zufolge ist es auf der London Bridge in der britischen Hauptstadt zu einem gewaltsamen Zwischenfall gekommen. Dabei sollen mehrere Schüsse gefallen sein. Foto: Dominic Lipinski/PA Wire/dpa +++ dpa-Bildfunk +++
Londres: Danos poderiam ter sido enormes - Theresa May
A primeira-ministra britânica, Theresa May, classificou hoje de "cobarde" o atentado na estação de metro de Parsons Green em Londres, sublinhando que o ataque, que feriu 22 pessoas, tinha como objetivo causar enormes danos.