Escolha as suas informações

Suécia detetou explosões submarinas antes das fugas em gasodutos russos
Mundo 27.09.2022
Gás

Suécia detetou explosões submarinas antes das fugas em gasodutos russos

Imagem divulgada esta terça-feira pelo Comando de Defesa Dinamarquês mostra a fuga de gás no gasoduto Nord Stream 2.
Gás

Suécia detetou explosões submarinas antes das fugas em gasodutos russos

Imagem divulgada esta terça-feira pelo Comando de Defesa Dinamarquês mostra a fuga de gás no gasoduto Nord Stream 2.
Foto: AFP
Mundo 27.09.2022
Gás

Suécia detetou explosões submarinas antes das fugas em gasodutos russos

Lusa
Lusa
A Ucrânia acusou esta terça-feira a Rússia de responsabilidade pelas fugas nos gasodutos, denunciando um "ataque terrorista" contra a União Europeia.

A Suécia detetou duas explosões submarinas, "muito provavelmente devido a detonações", perto dos locais onde foram detetadas fugas nos gasodutos que transportam gás russo para a Europa, anunciou esta terça-feira um instituto sísmico sueco.

Uma primeira "emissão maciça de energia" de uma magnitude de 1,9 foi registada na noite de domingo às 02h03 locais (02h03 no Luxemburgo), no sudeste da ilha dinamarquesa de Bornholm, disse Peter Schmidt, da Rede Nacional Sísmica Sueca, à agência francesa AFP.

O instituto sueco registou uma segunda ocorrência de magnitude 2,3 às 19h04 locais de segunda-feira (mesma hora no Grão-Ducado), no nordeste da ilha.


Nord Stream 1 também com fugas de gás. Autoridades temem sabotagem russa
A hipótese da 'mão' de Putin cresce.

"Interpretamo-lo como vindo com a maior probabilidade de alguma forma de detonação", afirmou Schmidt.

A fuga de gás nas 'pipelines' foi detetada pelas autoridades dinamarquesas e suecas no gasoduto Nord Stream 1, que a Rússia encerrou no início de setembro, e no gasoduto Nord Stream 2, que nunca foi posto em funcionamento devido à falta de autorização da Alemanha, na sequência da invasão russa da Ucrânia.

Apesar de não estarem operacionais, os dois pipelines do Nord Stream 2 são operados por um consórcio do gigante russo Gazprom e estavam cheios de gás.

A Ucrânia acusou na terça-feira a Rússia de responsabilidade pelas fugas nos gasodutos, denunciando um "ataque terrorista" contra a União Europeia.

"A fuga de gás em grande escala do Nord Stream 1 não é mais do que um ataque terrorista planeado pela Rússia e um ato de agressão contra a União Europeia", disse o conselheiro presidencial ucraniano Mykhailo Podoliak no Twitter, citado pela AFP.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas