Escolha as suas informações

Sondagem da TVE dá subida da direita espanhola e o PSOE a vencer
Mundo 10.11.2019

Sondagem da TVE dá subida da direita espanhola e o PSOE a vencer

Sondagem da TVE dá subida da direita espanhola e o PSOE a vencer

Foto: AFP
Mundo 10.11.2019

Sondagem da TVE dá subida da direita espanhola e o PSOE a vencer

Segundo a previsão da televisão pública, PSOE e Podemos perdem deputados e a Vox e PP sobem, Ciudadanos afunda-se.

O PSOE deve ganhar as eleições gerais de 10 de novembro, as quartas realizadas em dois anos. Mas segundo a sondagem da GAD3 para a TVE, o partido de Pedro Sánchez perde deputados. A estratégia de forçar a repetição das eleições para ganhar mais deputados parece ter falhado.

Podemos que não conseguiu acordar um governo com o PSOE também perde deputados. Mantendo-se como quarta força política. 

Quem passa de terceira para quinta força política é o Ciudadanos.

Os grandes vencedores destas eleições parece ser a Vox que deve duplicar o número de deputados. 

Apesar das mudanças nestas eleições, parece que vai continuar a ser difícil haver um governo que não passa por um acordo entre PSOE e PP, com estes últimos pelos menos a absterem-se. 

O bloco de esquerda só conseguirá governar com o apoio dos independentistas, uma situação que não parece que o partido de Pedro Sánchez, com o seu  discurso beligerante com os independentistas catalães, queira conseguir.

Os partidos independentistas catalães podem ter a maioria absoluta dos deputados eleitos na Catalunha. 

As sondagens dos jornal La Razon e do site El Español são muito aproximadas às da televisão pública. 

Recorde-se que em Espanha estas sondagens não são à boca das urnas.   


Notícias relacionadas

Acordo para primeiro governo de coligação em Espanha
O que não foi conseguido em seis meses foi alcançado esta manhã depois de um dia de negociações. O PSOE e o Unidas Podemos assinaram um pré-acordo para um governo de coligação à esquerda para os próximos quatro anos.
Sánchez deve ganhar eleições espanholas mas ficar longe de governar
Os socialistas deverão ficar com menos deputados que nas anteriores eleições, numa ida as urnas marcadas pela subida da extrema-direita e pelo quase empate na soma dos eleitos dos partidos de esquerda (PSOE, Unidas Podemos e Mas País) e dos partidos de direita (PP, Ciudadanos e Vox).