Escolha as suas informações

Severodonetsk “completamente ocupada” pelas forças russas
Mundo 25.06.2022
Guerra na Ucrània

Severodonetsk “completamente ocupada” pelas forças russas

Guerra na Ucrània

Severodonetsk “completamente ocupada” pelas forças russas

Foto: AFP
Mundo 25.06.2022
Guerra na Ucrània

Severodonetsk “completamente ocupada” pelas forças russas

Lusa
Lusa
O exército ucraniano anunciou, na quinta-feira, a retirada daquela cidade de cerca de 100.000 habitantes antes da guerra para melhor defender a cidade vizinha de Lyssytchansk.

A cidade de Severodonetsk, na região do Donbass, palco de combates entre os exércitos ucraniano e russo há várias semanas, está "totalmente ocupada" pelo exército da Rússia, anunciou hoje o presidente da Câmara.

O presidente da Câmara de Severodonetsk, Oleksandre Striouk, anunciou, na televisão ucraniana, que “a cidade está completamente ocupada pelos russos”.


Forças ucranianas retiram-se de Severodonetsk
O governador de Lugansk, Serguei Gaidai, afirmou que as tropas ucranianas "receberam a ordem" para se retirarem da cidade, que é considerada estratégica no plano de conquista russa da bacia industrial de Donbass.

O exército ucraniano anunciou, na quinta-feira, a retirada daquela cidade de cerca de 100.000 habitantes antes da guerra para melhor defender a cidade vizinha de Lyssytchansk.

Os separatistas da região do Donbass também anunciaram que as forças russas e aliados “assumiram o controlo total da zona industrial da fábrica de Azot”, conforme publicado pelo separatista Andrei Marochko, na rede social Telegram.

Outro porta-voz separatista, Ivan Filiponenko, disse que 800 civis que se refugiaram naquela fábrica durante as últimas semanas de confrontos foram retirados.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Nas últimas horas ocorreram graves violações do cessar-fogo estabelecido em 2015, ao abrigo dos Acordos de Minsk, no leste do país. As autoridades norte-americanas e europeias estão em alerta máximo para quaisquer tentativas da Rússia para criar um pretexto para uma invasão da Ucrânia.