Escolha as suas informações

Sérvia. Manifestantes protestam contra autoritarismo de Vucic

Sérvia. Manifestantes protestam contra autoritarismo de Vucic

Foto: AFP
Mundo 17.03.2019

Sérvia. Manifestantes protestam contra autoritarismo de Vucic

Milhares de pessoas manifestaram-se em Belgrado contra o Presidente sérvio.

Milhares de pessoas concentraram-se hoje junto à Presidência da Sérvia para protestar contra o Presidente, Aleksandar Vucic, que acusou, entretanto, os manifestantes de utilizarem a violência no incidente de sábado na sede da televisão pública RTS.

Segundo adiantam as agências noticiosas EFE e AFP, citando fontes locais, durante o protesto de hoje, em Belgrado, registaram-se confrontos entre grupos de manifestantes e policiais, que usaram gás lacrimogéneo.

A sede da Presidência, onde Vucic deu uma conferência de imprensa em que criticou os manifestantes, foi cercada por dezenas de milhares de pessoas.

"Vucic, ladrão", "Este é um fim", "Vucic detido" são algumas das palavras de ordem que os manifestantes mais entoaram, alguns deles ajudados por megafones, ao mesmo tempo que bloqueiam a saída do Presidente do edifício.

"Jamais vamos permitir que uma minoria de mil, dois, cinco ou 100 mil pessoas tomasse o poder apenas porque é violenta. Nunca permitiremos isso", disse Vucic, na conferência de imprensa realizada no interior do edifício da Presidência.

Vucic acusou os líderes dos protestos de serem fascistas e oligarcas responsáveis por desfalques milionários.

Entretanto, centenas de manifestantes foram desalojados à força na noite de sábado do edifício da televisão pública RTS, que foi invadida em protesto contra a sua "parcialidade" no tratamento informativo.

O incidente ocorreu durante a marcha que, desde o passado dia 8 de dezembro, junta todos os sábados dezenas de milhares de pessoas para protestar contra o que designam de "autoritarismo" de Vucic, também acusado de controlar os media locais.

Vucic assegurou que não permitirá outro episódio idêntico ao ocorrido no sábado na televisão pública RTS e prometeu que todos os responsáveis pelos atos de violência serão julgados.

A Sérvia é uma candidata à União Europeia (UE), à qual pretende aderir em 2025.

Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.