Escolha as suas informações

Rússia pronta para novas sanções dos Estados Unidos

Rússia pronta para novas sanções dos Estados Unidos

Foto: AFP
Mundo 14.02.2019

Rússia pronta para novas sanções dos Estados Unidos

Número dois do Governo russo e ministro das Finanças deixou afirmação num encontro sobre investimento.

O número dois do Governo russo e ministro das Finanças, Antón Siluánov, disse hoje que o país está preparado para enfrentar possíveis novas sanções económicas dos Estados Unidos.

"É claro que (as sanções) são desagradáveis, mas, por outro lado, criámos os fundamentos necessários para ter a possibilidade de reagir e de estar preparados", disse Siluánov, citado pela agência oficial russa RIA Nóvosti.

O ministro, que falava num fórum de investimentos realizado em Sochi, junto ao Mar Negro, enfatizou que a Rússia suportou "várias etapas das sanções".

Ontem, um grupo de senadores democratas e republicanos dos EUA apresentou um projeto de lei que, se for aprovado, vai impor novas restrições aos setores bancário e de energia da Rússia, o que também afetaria a dívida soberana do país.

"Se é sobre os bancos, nós do Banco Central criámos salvaguardas suficientes e possibilidades de reação às restrições", disse Siluánov.

O ministro adiantou que os bancos que poderão vir a ser afetados pelas sanções terão o apoio do Estado para que possam operar normalmente e para que os seus clientes não sejam afetados.

A possibilidade da imposição de novas sanções norte-americanas à Rússia, particularmente contra o setor bancário, causou hoje a queda da Bolsa de Valores de Moscovo com dois dos maiores bancos do país, o Sberbank e o VTB, a perder cerca de 2,5% no início das operações.

Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

EUA aplicam novas sanções à Rússia
Em causa está o caso da tentativa de assassínio do ex-espião, Sergei Skripal, e da sua filha Yulia no passado mês de março na cidade inglesa de Salisbury.
Casa Branca: Trump promulga sanções contra Rússia
O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, promulgou hoje, apesar das suas reservas, as novas sanções económicas contra a Rússia, aprovadas pelo Congresso para punir Moscovo pela ingerência nas eleições presidenciais norte-americanas, anunciou a Casa Branca.
US President Donald Trump and Russia's President Vladimir Putin shake hands during a meeting on the sidelines of the G20 Summit in Hamburg, Germany, on July 7, 2017.