Escolha as suas informações

Rússia. Milhares em protestos pela libertação do opositor Alexei Navalny
Mundo 01.02.2021

Rússia. Milhares em protestos pela libertação do opositor Alexei Navalny

Rússia. Milhares em protestos pela libertação do opositor Alexei Navalny

Foto: AFP
Mundo 01.02.2021

Rússia. Milhares em protestos pela libertação do opositor Alexei Navalny

Bruno Amaral de Carvalho
Bruno Amaral de Carvalho
Moscovo acusa Washington de estar a promover as manifestações.

Dezenas de milhares de pessoas manifestaram-se pelo segundo fim-de-semana consecutivo em toda a Rússia, no domingo, em apoio ao opositor Alexei Nalavy. Sem autorização para os protestos em tempos de pandemia, as autoridades mobilizaram um importante destacamento policial nas mais importantes cidades do país.

Num claro desafio ao Kremlin, os manifestantes exigiram a libertação do proeminente líder da oposição russa, sob custódia policial à espera de julgamento.

Alexei Navalny tinha já apelado aos seus apoiantes para manterem a pressão e continuarem nas ruas. Alguns dos seus principais colaboradores estão em prisão domiciliária e incomunicáveis. 

Mas os protestos deste domingo foram inferiores em número aos do fim-de-semana passado. As imagens de várias detenções percorreram o mundo. As autoridades justificam a intervenção com os distúrbios violentos em várias das manifestações. Em São Petersburgo houve mesmo agressões a vários agentes.

O Governo russo, que descreveu as manifestações como ilegais, assegurou que são conduzidas a partir do estrangeiro e ameaçou os participantes com penas de prisão. Há eleições legislativas em setembro e Washington já condenou a atuação das autoridades nas manifestações.

Os líderes russos responderam acusando novamente os Estados Unidos por aquilo que considera uma interferência nos assuntos internos, isto porque a Embaixada dos EUA em Moscovo publicou uma informação para os seus cidadãos sobre as rotas dos protestos, como um aviso de cautela para o trânsito. O Governo russo considera que o comunicado anunciava as manifestações e as encorajava. Para esta semana, está agendada uma visita do Alto Representante da União Europeia para a Política Externa, Josep Borrell, à Rússia.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas