Escolha as suas informações

Riviera Francesa em confinamento durante próximos fins-de-semana
Mundo 22.02.2021

Riviera Francesa em confinamento durante próximos fins-de-semana

Riviera Francesa em confinamento durante próximos fins-de-semana

Foto: AFP
Mundo 22.02.2021

Riviera Francesa em confinamento durante próximos fins-de-semana

AFP
AFP
Medida de contenção é inédita nesta zona e pretende controlar o recente aumento de infeções por covid-19.

Várias cidades do departamento francês dos Alpes Marítimos - também conhecida por Riviera Francesa - estarão em confinamento durante os próximos dois fins de semana para conter a propagação do covid-19. A informação foi anunciada esta segunda-feira pelo prefeito Bernard Gonzalez ao mesmo tempo divulgou as novas medidas mais restritivas para as cidades como Nice e Cannes, onde se realiza o famoso festival de cinema francês. 

Entre as 18h de sexta-feira e as 06h de segunda só serão autorizadas as saídas de uma hora no máximo a médicos, para passear animais de estimação, fazer desporto ou em passeio. Estas estarão limitadas a um raio de 5 km de casa, numa área que se estende de Théoule-sur-Mer a Menton, e que concentra quase 90% da população do departamento.

A medida é a primeira desde o início da crise sanitária neste território. Para além disto, e durante 15 dias a partir de terça-feira (23 de fevereiro), as lojas com mais de 5.000m2, excepto as farmácias e lojas de produtos alimentares, também estarão fechadas em todo o departamento. Já o comércio com mais de 400 m2 passa a ter de assegurar 15 m2 por visitante. 

Bernard Gonzalez pediu que os gestos de barreira fossem "aplicados com muito rigor" bem como aos "operadores económicos" interessados "que designassem um mediador covid" responsável pela aplicação das regras. Os controlos na fronteira italiana - com a qual a região francesa faz fronteira - também serão intensificados, assim como os controlos nos aeroportos. E deixou também em aberto a possibilidade de submeter todos os passageiros que chegam de avião à região a um teste PCR. 

A campanha de vacinação vai ser "acelerada", e está prevista a chegada de mais 4.500 doses da vacina Pfizer nos próximos dias. Ao mesmo tempo, pessoas entre os 50 e 64 anos de idade mais vulneráveis poderão também ser vacinadas. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.