Escolha as suas informações

Restos mortais do ditador espanhol Franco vão ser trasladados
Mundo 21.10.2019

Restos mortais do ditador espanhol Franco vão ser trasladados

Restos mortais do ditador espanhol Franco vão ser trasladados

Foto: dpa
Mundo 21.10.2019

Restos mortais do ditador espanhol Franco vão ser trasladados

Os restos mortais do ditador espanhol Francisco Franco serão trasladados na quinta-feira da Basílica do Vale dos Caídos, em Madrid, para o cemitério Pardo, nos subúrbios da capital espanhola, anunciou hoje o Governo.

Em comunicado, o Governo espanhol adianta que na quinta-feira às 10:30 será feita a exumação e trasladação dos restos mortais de Francisco Franco, salientando que o processo vai ser realizado em condições de "dignidade e respeito" e contará com a presença da família do ditador.

Após a exumação, os restos mortais serão trasladados para o cemitério de El Pardo-Mingorrubio, onde a viúva de Franco, Carmen Polo, está enterrada.

Tanto a exumação como a trasladação serão realizadas em privacidade, na presença dos seus familiares, e durante o processo de transferência e no funeral de Franco estará presente a Ministra da Justiça em exercício, Dolores Delgado.

Nos últimos dias, a polícia só tem permitido a entrada no cemitério de familiares dos defuntos ali enterrados mediante a apresentação de identificação.

Na nota, o executivo lembra que "desde o início do processo o Governo defendeu que os restos mortais do ditador não poderiam continuar num mausoléu público que exaltaria sua figura, algo expressamente proibido pela Lei da Memória Histórica".

Da mesma forma, enfatiza a decisão "firme e unânime" do Supremo Tribunal de 30 de setembro passado que "encerrou o processo administrativo-contencioso instaurado pela família para tentar impedir a sua saída do Vale dos Caídos".

O parlamento espanhol aprovou em setembro último a proposta do Governo socialista a autorizar a exumação dos restos mortais do ditador.

Francisco Franco Bahamonde foi um militar espanhol que integrou o golpe de Estado fascista que, em 1936, marcou o início da Guerra Civil Espanhola, que provocou milhares de mortos, tendo exercido desde 1938 o lugar de chefe de Estado, até morrer em 1975, ano em que se iniciou a transição do país para o atual sistema político.

Com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Francisco Franco: morto mas mal enterrado
Depois de uma batalha judicial entre o governo e os familiares, os restos mortais do ditador que governou Espanha com mão de ferro vão ser finalmente exumados esta quinta-feira para que deixem de ser objeto de peregrinação.