Escolha as suas informações

Qual o motivo que levou o jovem de 18 anos ao tiroteio na universidade alemã?
Mundo 7 2 min. 25.01.2022
Tragédia em Heidelberg

Qual o motivo que levou o jovem de 18 anos ao tiroteio na universidade alemã?

Os alunos da Universidade de Heidelberg estão chocados com o atentado de ontem cometido pelo colega.
Tragédia em Heidelberg

Qual o motivo que levou o jovem de 18 anos ao tiroteio na universidade alemã?

Os alunos da Universidade de Heidelberg estão chocados com o atentado de ontem cometido pelo colega.
Foto: Uwe Anspach/dpa
Mundo 7 2 min. 25.01.2022
Tragédia em Heidelberg

Qual o motivo que levou o jovem de 18 anos ao tiroteio na universidade alemã?

Redação
Redação
Depois de disparar e atingir quatro estudantes, um deles fatalmente, o autor suicidou-se. Na sua mochila foram encontradas mais de 100 munições para as duas armas que carregava. O motivo do crime constitui ainda um mistério.

Um dia depois do tiroteio na Universidade de Heidelberg, na Alemanha, que causou a morte de dois jovens - o autor dos disparos, que se suicidou, e uma estudante - , e que ainda feriu três outras pessoas, o motivo do ataque constitui ainda um mistério para a polícia que investiga o caso.

Enquanto na universidade se vão colocando velas e flores junto ao anfiteatro do 'campus' onde o atirador entrou numa aula e começou a disparar sobre os alunos, a polícia tenta responder a diversas questões.

Nas primeiras horas após a tragédia os investigadores inclinavam-se para que na origem do tiroteio estivessem problemas de saúde mental, e não motivos religiosos ou políticos, mas ainda há muito para compreender e apurar.      

Qual o motivo do crime? Planeou-o sozinho? Como comprou o jovem as armas e as munições no estrangeiro, se não tinha licença de porte de arma, nem carta de condução? Para a polícia tudo é "estranho", já que o autor dos disparos, também ele estudante, não tinha qualquer antecedente criminal.

Mas há alguns dados que poderão ajudar a completar o 'puzzle'. Antes do ataque, o estudante de Biologia da Universidade de Heidelberg enviou uma mensagem por WhatsApp a uma pessoa - que não foi identificada - em que dizia que "as pessoas precisam de ser castigadas agora", e que desejava ser sepultado no mar, avançou Siegfried Kollmar, chefe da polícia de Mannheim. 

As armas, uma delas de cano longo, tinham sido compradas há uns dias no estrangeiro e os investigadores têm o comprovativo da compra, precisou Siegfried Kollmar. O responsável não avançou mais pormenores sobre qual a loja e o país onde foi feita a compra para não alertar o vendedor, indica a imprensa alemã.

Um facto parece já apurado. O tiroteio poderia ter sido muito pior e provocado mais vítimas, a julgar pelas mais de 100 munições que o autor tinha levado consigo na mochila para "recarregar" as duas armas, informou Kollmar na conferência de imprensa de segunda-feira à noite. Os recibos da compra das armas estavam também guardados na mochila.


Autor do ataque em universidade alemã tinha 18 anos. Matou uma pessoa e feriu três
Um dos quatro feridos no tiroteio desta tarde na Universidade Heidelberg, uma estudante, acabou por não resistir aos ferimentos e morreu no hospital. O atirador suicidou-se no local e ainda não são conhecidos os motivos que o levaram a atacar a instituição.

Estudantes em choque

O ataque ocorreu pelas 12h24 de segunda-feira no anfiteatro da faculdade e as forças policiais chegaram 10 minutos após os disparos, alertadas por vários telefonemas feitos pelos alunos no próprio local. Ao todo estariam cerca de 30 estudantes na aula. No exterior, encontraram o corpo do autor do tiroteio: depois de disparar contra os estudantes atirou sobre ele próprio. 

A vítima mortal, uma jovem de 23 anos, viria a morrer já no hospital algumas horas mais tarde. Os outros três alunos atingidos têm ferimentos no rosto, nas costas e nas pernas, indicaram ainda as autoridades.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.