Escolha as suas informações

Putin reconhece territórios separatistas da Ucrânia como países independentes
Mundo 21.02.2022 Do nosso arquivo online
Tensão

Putin reconhece territórios separatistas da Ucrânia como países independentes

Tensão

Putin reconhece territórios separatistas da Ucrânia como países independentes

Foto: AFP
Mundo 21.02.2022 Do nosso arquivo online
Tensão

Putin reconhece territórios separatistas da Ucrânia como países independentes

Redação
Redação
Emmanuel Macron e Olaf Scholz, mediadores do conflito no leste da Ucrânia, já lamentaram a sua “deceção" sobre esta decisão. Putin alega que a Ucrânia é historicamente parte do império russo.

Vladimir Putin reconheceu hoje a independência dos territórios separatistas pró-Rússia, Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia.

Putin informou o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, mediadores do conflito no leste da Ucrânia, desta decisão, tendo estes reagido expressando a sua “deceção".

Vladimir Putin já tinha anunciado, horas antes, que iria decidir hoje sobre o reconhecimento da independência das regiões separatistas pró-Rússia do leste da Ucrânia, apesar das ameaças de retaliação por parte dos países ocidentais, se o Presidente russo tomasse essa decisão.

A informação já está a ser divulgada nas agências de notícias oficiais - e Putin avabou mesmo por o anunciar em conferência de imptrensa -, como a TASS, como se pode verificar pela publicação no Twitter.

 UE vai sancionar decisão russa

A União Europeia disse estar pronta para impor sanções se Moscovo reconhecer a independência das regiões separatistas do leste da Ucrânia e insta o Presidente russo, Vladimir Putin, a não o fazer, anunciou o chefe da diplomacia europeia. O que acabou mesmo por acontecer esta tarde. Não se sabe quais as reais intenções de Putin com esta decisão. 

“Partimos do princípio de que o Presidente Putin não o fará, mas, se o fizer, colocarei o pacote de sanções na mesa dos ministros” europeus, advertiu Josep Borrell, no final de uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da UE em Bruxelas.

*com agência Lusa

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse, durante uma entrevista televisiva na segunda-feira, que não vai insistir na adesão da Ucrânia à NATO, uma das questões que motivaram oficialmente a invasão russa.